Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"Diarreia do Viajante" - O que fazer?

por dicasdefarmaceutica, em 05.07.14

No post de ontem VER AQUI, abordei este assunto e a melhor forma de prevenir a chamada "diarreia do viajante".

 

Hoje vamos ver o que fazer se ela aparecer, apesar dos cuidados preventivos. O que levar para viagem em termos de medicamentos para a diarreia?

 

A diarreia do viajante é a doença mais comum dos viajantes, afetando entre 30 a 70% dos viajantes do mundo. É mais frequente em viagens para países de climas quentes e húmidos.

 

"Quando há uma perturbação do equilíbrio natural do sistema digestivo, ocorre uma aceleração dos movimentos intestinais. Consequentemente, a absorção natural da água e dos alimentos ingeridos é alterada, originando dejeções frequentes de fezes moles e aquosas, condição designada por diarreia."

 

Na grande maioria das vezes, a ingestão abundante de água mineral é suficiente para assegurar uma boa hidratação, em caso de diarreia. Uma solução de re-hidratação oral (composta de açúcar e sais) é recomendável quando a perda de líquidos é abundante, sobretudo quando se trata de crianças e idosos. Estas soluções existem já preparadas (Ex: Miltina), mas em saquetas para dissolver em água (ex: Redrate ou Diuralyte) é mais fácil de transportar e funciona muito bem, para além de existirem vários sabores, o que facilita a toma.

 

Se a diarreia persistir, a toma de Loperamida (Imodium ou genérico) é o mais utilizado. Toma-se após cada dejeção e, normalmente, em 24 horas resolve-se o problema. Claro que, a hidratação oral deverá continuar. A toma de Loperamida é contra-indicada se a pessoa tem alergia, se sangra das fezes ou se tem febre alta. Não deve ser utilizada em crianças com idade inferior a 5 anos. O seu uso deve ser limitado a 48 horas.

Eu prefiro o Imodium Rapid, orodespersível, que se dissolve na boca, tornando-se muito rápido e eficaz.

 

Deverá também utilizar-se o "velhinho" ultra-levure (UL-250), em cápsulas ou saquetas, como normalizador da flora intestinal.

 

Em caso de doentes com sinais e sintomas de desidratação moderada a grave (pulso rápido, olhos encovados, ausência de lágrimas, urina reduzida e concentrada, perda de peso, febre, vómitos e diarreia persistente), consultar o médico.

Por vezes, é necessário recorrer ao antibiótico.

 

Resumindo, na sua mala de viajante, sobretudo se for para um país tropical, não se esqueça de levar:

- Solução de re-hidratação oral

- Loperamida

- UL-250

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:10

Imagens

Algumas das imagens presentes no blog são retiradas da Web. Na impossibilidade de as creditar corretamente agradeço que, caso alguns dos autores não autorize a sua publicação, entre em contato, para que as mesmas sejam retiradas de imediato.

Termo de responsabilidade

A informação contida neste blog não substitui o aconselhamento médico ou farmacêutico. O objetivo do blog, é informar sobre vários assuntos ligados à saúde em geral, e à farmácia em particular. Os vários temas são abordados de uma forma não exaustiva, acessível ao público em geral.


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Julho 2014

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Pesquisar

  Pesquisar no Blog