Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Depressão - tratar é possível e é preciso

por dicasdefarmaceutica, em 28.09.14

No post de ontem (VER AQUI), falei dos principais sinais de aviso da depressão.

 

Hoje vou abordar o tratamento. Negar a depressão é um dos erros mais comuns e a depressão não tratada pode conduzir a situações muito graves.

 

O tratamento deve ser iniciado o mais precocemente possível; pedir ajuda aos especialistas na matéria é fundamental.

 

Normalmente, conjuga-se o tratamento com medicamentos (antidepressivos) com a psicoterapia e ambos são fundamentais para o sucesso da terapêutica. 

 

6 DICAS A SEGUIR DURANTE O TRATAMENTO:

 

1 - Respeitar todas as indicações do médico, nunca alterando ou interrompendo a medicação por conta própria.

 

2 - Fazer uma alimentação saudável e exercício físico.

 

3 - Regular os horários de sono.

 

4 - Evitar isolar-se e partilhar sentimentos com os amigos e familiares (muito importante).

 

5 - Evitar pensamentos negativos.

 

6 - Quando tiver alguma dúvida ou sentir alguma alteração, peça ajuda (aqui o seu farmacêutico pode ajudá-lo e tranquilizá-lo).

 

Quero ainda alertá-lo que os antidepressivos demoram a actuar. No início do tratamento, pode não sentir qualquer evolução, mas nunca deve suspender a toma.

 

Além disso, alguns efeitos secundários dos antidepressivos são desagradáveis e há uma tendência para suspender o tratamento. Lembre-se que, a maior parte das vezes, eles passam e, se se sentir desconfortável, fale com o seu médico pois há alternativas para cada caso.

 

Alguns dos efeitos secundários dos antidepressivos:

 

- Náuseas (tome os medicamentos com comida e beba líquidos em abundância).

- Aumento de peso (reduza os doces e o fast food e dê preferência às frutas, legumes e cereais).

- Fadiga (faça pausas no trabalho durante o dia, faça exercícios de relaxamento e uma caminhada).

- Insónias (evite bebidas com cafeína à noite e crie hábitos de sono).

- Tonturas (levante-se devagar; evite bebidas alcoólicas, tabaco e beba líquidos em abundância). 

- Ansiedade (faça exercício e aprenda técnicas de relaxamento respiratório e muscular).

- Boca seca (beba água durante o dia, respire pelo nariz e mastigue pastilhas sem açúcar).

- Obstipação (aumente a ingestão de líquidos e de alimentos ricos em fibras).

 

Quando o tratamento está completo nunca se deve suspender a medicação completamente; faz-se uma redução progressiva da dose (chama-se o desmame). Muitas recaidas devem-se à interrupção do tratamento antes do tempo. Quando a pessoa já se sente bem, acha que já não vale a pena continuar a "enfrascar-se" em comprimidos...só o médico pode tomar essa decisão.

 

Não se esqueça: TRATAR A DEPRESSÃO É POSSÍVEL E É PRECISO!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:48

Imagens

Algumas das imagens presentes no blog são retiradas da Web. Na impossibilidade de as creditar corretamente agradeço que, caso alguns dos autores não autorize a sua publicação, entre em contato, para que as mesmas sejam retiradas de imediato.

Termo de responsabilidade

A informação contida neste blog não substitui o aconselhamento médico ou farmacêutico. O objetivo do blog, é informar sobre vários assuntos ligados à saúde em geral, e à farmácia em particular. Os vários temas são abordados de uma forma não exaustiva, acessível ao público em geral.



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Setembro 2014

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

Pesquisar

  Pesquisar no Blog