Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




9856B477-8752-46E4-93FF-C171FAF17A72.jpeg 

As notícias do dia relativamente a saúde, são sobre os casos de sarampo que apareceram nos últimos dias no nosso país. Como muitas pessoas estão com dúvidas, aqui fica o comunicado muito esclarecedor da DGS.

Comunicado da Direção-Geral da Saúde

"A Direção-Geral da Saúde informa:

1. Entre os dias 8 e 21 de novembro de 2018, foram notificados na Região de Lisboa e Vale do Tejo 14 casos de sarampo, 10 dos quais confirmados laboratorialmente pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge;

2. Estes casos configuram a existência de dois surtos distintos, ambos com origem em casos de doença importados de países europeus;

3. Até à data, todos os casos confirmados são em adultos, um dos quais se encontra internado e clinicamente estável;

4. Está em curso a investigação epidemiológica detalhada da situação, que inclui a investigação laboratorial de todos os casos;

5. O vírus do sarampo é transmitido por contacto direto com as gotículas infeciosas ou por propagação no ar quando a pessoa infetada tosse ou espirra. Os doentes são considerados contagiosos desde 4 dias antes até 4 dias depois do aparecimento da erupção cutânea;

6. Os sintomas de sarampo aparecem geralmente entre 10 a 12 dias depois da pessoa ser infetada e começam habitualmente com febre, erupção cutânea (progride da cabeça para o tronco e para as extremidades inferiores), tosse, conjuntivite e corrimento nasal;

7. A Direção-Geral da Saúde e a rede de Autoridades de Saúde, em colaboração com o Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge e com os profissionais de saúde, estão a acompanhar a evolução da situação de acordo com o previsto no Programa Nacional da Eliminação do Sarampo. Assim, recomenda-se:

• Verifique o seu boletim de vacinas; se necessário, vacine-se e vacine os seus;

• Se esteve em contacto com um caso suspeito de sarampo e tem dúvidas ligue para o SNS 24 - 808 24 24 24;

• Se tem sintomas sugestivos de sarampo evite o contacto com outros e ligue para o SNS 24 - 808 24 24 24;

8. Recorda-se que o sarampo é uma das doenças infeciosas mais contagiosas podendo provocar doença grave, principalmente em pessoas não vacinadas;

9. Em pessoas vacinadas a doença pode, eventualmente, surgir mas com um quadro clínico mais ligeiro e menos contagioso;

10. As pessoas que já tiveram sarampo estão imunizadas e não voltarão a ter a doença.”

Apesar de, desta vez, não ter começado em crianças e a culpa não ser atribuída diretamente à “brigada antivacinação”, convém lembrar que enquanto o vírus circula no mundo, é necessário continuar a vacinação.   cerca de 20 anos Portugal teve um surto de sarampo em que morreram perto de 50 crianças. Temos que continuar a vacinar para nos tornarmos um bom exemplo para a Europa e para o Mundo. Bem basta levarmos com estes casos que vêm “fazer turismo” até ao nosso país...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:26

Imagens

Algumas das imagens presentes no blog são retiradas da Web. Na impossibilidade de as creditar corretamente agradeço que, caso alguns dos autores não autorize a sua publicação, entre em contato, para que as mesmas sejam retiradas de imediato.

Termo de responsabilidade

A informação contida neste blog não substitui o aconselhamento médico ou farmacêutico. O objetivo do blog, é informar sobre vários assuntos ligados à saúde em geral, e à farmácia em particular. Os vários temas são abordados de uma forma não exaustiva, acessível ao público em geral.



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Novembro 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Pesquisar

  Pesquisar no Blog