Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ómega 3 - O Suplemento

por dicasdefarmaceutica, em 06.03.15

image.jpg

 

Os ácidos gordos da família do Ómega-3 apresentam inúmeros benefícios para a saúde.

 

Os ácidos gordos podem ser classificados em três tipos: saturados, monoinsaturados e poli-insaturados. O ómega-3 é uma gordura poli-insaturada. Ele representa uma família de ácidos gordos e os tipos mais frequentes e melhores para a saúde são: o ácido alfa-linoleico, o ácido eicosapentaenoico (EPA) e o ácido docosahexaenoico (DHA).

O EPA e o DHA são encontrados nos animais marinhos, especialmente nos peixes, enquanto o ácido alfa-linoleico é de origem vegetal e pode ser convertido em DHA ou em EPA, como é o caso da chia e da linhaça.

 

Esses ácidos gordos são chamados de essenciais e o nosso organismo não consegue produzi-los, daí a importância deste suplemento.

 

Eu não sou muito dada a suplementos alimentares, pois uma boa alimentação fornece-nos quase tudo o que nos faz falta mas, na realidade, apesar de comermos peixe, normalmente não o ingerimos em quantidade e qualidade suficientes. Ainda ontem li um artigo muito interessante sobre o tão falado salmão (VER AQUI).

O nosso organismo tem necessidade de Ómega-3 para nos proteger de determinadas doenças. O termo "doenças cardíacas", por exemplo, não faz parte do vocabulário do povo esquimó, uma vez que as suas calorias diárias vêm de uma dieta rica em peixes e outros animais marinhos.

 

O Ómega-3 tem benefícios para:

- O sistema cardiovascular.

- A pressão arterial.

- A visão.

- O cérebro.

- Tem propriedades antiinflamatórias.

- Diminui o colesterol.

- Combate à depressão.

 

Como estes suplementos são provenientes da gordura do peixe, é muito importante serem produtos de qualidade, pois não podemos correr o risco de estar a beber óleo oxidado ou mesmo produtos tóxicos, como o mercúrio, tão prejudicial para a nossa saúde.

Quando comprar um suplemento de Ómega-3, lembre-se que o mais barato pode não ser o mais aconselhado.

 

Uma dica: para verificar a qualidade das cápsulas, pode colocá-las 5 horas no congelador. Se a cápsula congelar, não é de boa qualidade.

 

Mesmo assim, como quase todos os suplementos, o ómega-3 não deve exceder as doses recomendadas pelos fabricantes e algumas pessoas devem perguntar ao médico se é seguro a toma deste suplemento. É contra-indicado em pessoas com problemas de coagulação.

 

Ficam aqui alguns exemplos destes suplementos:

image.jpg

 

publicado às 19:39

image.jpg

 

Um dos suplementos aconselhados às mulheres grávidas ou que estão a pensar engravidar é o ácido fólico.

 

Ouvi hoje no noticiário da manhã uma notícia relativa a um estudo feito pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) e da Universidade Católica (UC), publicado no "Journal of Endocrinology", que prova que a sobredosagem deste componente é prejudicial para o bebé.

Já sabia que muitas grávidas tomam ácido fólico em excesso, mas não tinha conhecimento dos malefícios que este podia fazer.

 

A suplementação adequada de ácido fólico (componente da vitamina B) durante o primeiro trimestre da gravidez, e mesmo antes da concepção, pode ajudar a prevenir algumas malformações graves nos bebés.

O ácido fólico é essencial para a multiplicação e divisão celular e previne os Defeitos Abertos do Tubo Neural (DTN). A preocupação da toma deste suplemento nesta fase deve-se ao momento em que o tubo neural do bebé se forma e fecha (entre o 17º e 30º dia após a concepção).

O tubo neural dará origem aos hemisférios cerebrais, ao tronco cerebral, cerebelo e medula espinhal. Se o tubo neural não fechar corretamente, pode dar origem a várias malformações.

 

Segundo as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), para uma mulher saudável: "O ácido fólico é uma vitamina do complexo B12 necessária para o crescimento do feto e o desenvolvimento normal da gravidez. A suplementação em ácido fólico em 400 µg/dia deve ser iniciada dois a três meses antes de a mulher engravidar, com o objetivo de prevenir malformações no cérebro do bebé."

(As doses recomendadas às mulheres com antecedentes familiares de defeitos do tubo neural são 10 vezes superiores.)

 

O problema está na dosagem. A grande maioria das mulheres está a tomar mais ácido fólico do que o recomendado e, segundo estudos recentes, esta sobredosagem pode ser prejudicial para o bebé, podendo originar problemas de diabetes e obesidade. Não se trata do caso "quanto mais melhor"...

 

Muitos dos medicamentos aconselhados têm uma dosagem de 5 mg de ácido fólico, sendo o aconselhado 12 vezes menos, ou seja, 0,4 mg por dia.

Na realidade, os novos suplementos alimentares têm a dosagem recomendada de ácido fólico mas o preço destes produtos é elevado para a grande maioria das mulheres. Ficam aqui alguns exemplos: 

image.jpg

image.jpg

 

Se está a tomar estes ou outros suplementos, veja a dosagem na bula ou na caixa e pergunte ao seu médico o que deve fazer.

 

Deve também ter atenção à alimentação. Existem alguns alimentos ricos em ácido fólico, nomeadamente os vegetais verdes, a laranja, o ovo, os produtos lácteos fermentados, os cereais e o feijão. Normalmente, a ingestão de alimentos ricos em folatos não dispensa a suplementação de ácido fólico.

publicado às 17:32

Recarregar baterias: Vitaminas e Sais minerais

por dicasdefarmaceutica, em 14.12.14

image.jpg

 

Nesta fase de agitação Natalícia, parece que nos falta energia...o cansaço começa a instalar-se. Uma alimentação reforçada em vitaminas e minerais essenciais vai dar a energia necessária à agitação destes dias.

Vou lembrar-vos alguns destes componentes essenciais:

 

Vitaminas do complexo B

image.jpg

 

Fornecidas pela carne, peixe, ovos e cereais, são fundamentais para que o organismo funcione em pleno. Desempenham um papel importante na manutenção da saúde dos sistemas digestivo e circulatório e são fundamentais no bom funcionamento do sistema nervoso e nas funções cognitivas.

 

Ferro

image.jpg

 

Este importante mineral é fornecido pela carne, vegetais de cor verde escura (agrião), leguminosas, grãos integrais e frutos secos. O ferro é importante no metabolismo energético, dado que é necessário para o transporte do oxigénio no sistema circulatório. Um dos sintomas da deficiência deste mineral no organismo (anemia) é a falta de energia e o cansaço exagerado.

 

Cobre

image.jpg

 

Existe em muitos alimentos. O chocolate amargo é particularmente rico neste mineral. A deficiência de cobre no organismo é rara, pois a quantidade encontrada nos alimentos é suficiente para atingir as necessidades de cobre que o organismo precisa. .

 

Magnésio

image.jpg

 

Está presente nos legumes de folha verde e nas leguminosas. A banana é aquele alimento que nos vem logo à cabeça quando falamos de magnésio. Desempenha um importante papel ao nível dos ossos, dentes e músculos e na energia celular.

 

Vitamina C 

image.jpg

 

Presente sobretudo em legumes e frutas, como os citrinos, o ananás e o kiwi. Estimula as defesas do organismo e regula o metabolismo geral, particularmente importante nesta época do ano, para ajudar no combate às gripes e constipações.

 

Uma alimentação equilibrada fornece vitaminas e minerais nas quantidades necessárias ao bom funcionamento do organismo e, na maioria das vezes é suficiente para obter a energia necessária para o nosso dia-a-dia.

 

Contudo, há situações em que pode ser indicado um suplemento multivitamínico, mas primeiro aconselhe-se com o seu farmacêutico.

image.jpg

 

publicado às 18:08

image.jpg

 

Todos os dias ouvimos queixas de dores nas articulações, que prejudicam o bem-estar físico e comprometem a qualidade de vida de quem sofre deste mal. É mais comum com o avançar da idade mas, também afeta gente nova.

 

A maioria destas dores são resultado da degradação da cartilagem que protege as articulações. A osteoartrose, por exemplo, é provocada por um desgaste gradual da cartilagem articular, provocando a fricção das extremidades ósseas e dando origem a dores.

 

A Glucosamina e a Condroitina são duas substância constituintes da cartilagem, por isso, tomadas como suplemento, podem prevenir a degradação da mesma e até renovar as articulações desgastadas, quando se trata de um desgaste leve a moderado.

 

É importante escolher a forma certa de Glucosamina e Condroitina a tomar. Os melhores resultados são obtidos com o Sulfato de Glucosamina e Sulfato de Condroitina, por isso, se optar por estes suplementos, leia os rótulos antes de comprar.

 

Trata-se de um suplemento bem tolerado, com raros efeitos secundários (náuseas e problemas digestivos), mas deve-se ter atenção a duas situações:

- A Glucosamina e a Condroitina são extraídas do marisco e da cartilagem de tubarão, pelo que, são desaconselhadas a pessoas com alergia ao marisco.

- Pessoas que tomem anticoagulantes não devem fazer este suplemento.

 

Sei de muita gente que sentiu bastante alívio nas dores após a toma deste suplemento durante algumas semanas (8 a 12 semanas), por isso, se sofre deste mal aconselhe-se com o seu farmacêutico.

 

Gosto sempre de lembrar que nenhum suplemento substitui um regime alimentar equilibrado e um estilo de vida saudável.

image.jpg

 

publicado às 18:52

Menopausa - de pêra a maçã

por dicasdefarmaceutica, em 28.05.14

É por volta dos 50 anos que as mulheres notam que o corpo está a mudar. Em vez da pêra, ampulheta ou cenoura que lhes dava a forma, os corpos vão assumindo contornos de maçã, com a linha da cintura a esvair-se. É a gordura a acumular-se no abdómen; manter o peso torna-se mais difícil.

A culpa é das hormonas, que interferem no apetite e no metabolismo, que fica mais lento, havendo uma maior probabilidade da gordura se acumular. As roupas vão ficando mais apertadas. Vejam a parte boa, pode ser uma boa desculpa para renovar o guarda-roupa...

A menopausa é um processo natural que se traduz na ausência de menstruação quando os ovários deixam de funcionar; a mulher perde a capacidade de reprodução. Os primeiros sinais ocorrem, em média, por volta dos 50 anos.

Os sintomas da menopausa variam de mulher para mulher e não acontecem com a mesma intensidade para todas; algumas não apresentam sequer queixas.
Os sintomas mais comuns são:
- Calores, afrontamentos e suores noturnos.
- Irritabilidade, ansiedade e dificuldade de concentração.
- Insónias.
- Secura vaginal e diminuição de desejo sexual.

Muitas vezes, os médicos indicam reposição hormonal para diminuir a intensidade dos sintomas. Alguns medicamentos contêm as mesmas hormonas produzidas pelos ovários, mas em menor quantidade. Devem falar sempre com o médico antes do início de qualquer reposição hormonal, pois cada mulher é um caso e, para algumas, é totalmente desaconselhado.

Podem sempre adotar algumas medidas que ajudam a passar esta nova fase da vida com qualidade, já que o envelhecimento ainda vem longe.

ALGUMAS DICAS:
- Comer adequadamente. Dar preferência às verduras, legumes, fibras, azeite, carne branca e peixe.
- Beber 1,5 a 2 litros de água por dia.
- Praticar exercício físico. Dar preferência aos exercícios aeróbicos (por exemplo, caminhada), pois previnem também a osteoporose e as doenças cardiovasculares.
- Não fumar.
- Manter uma vida sexual ativa.
- Incluir soja e seus derivados na alimentação do dia a dia, devido ao seu elevado teor de fitoestrogénios, substância de origem vegetal cuja estrutura e ação biológica é similar à dos estrogénios humanos. A isoflavona de soja é um derivado da soja, que é um grande aliado das mulheres na menopausa, pois ajuda a controlar os incómodos que ocorrem nesta fase da vida da mulher.

E não se esqueça que a menopausa não é o fim.
A MENOPAUSA É O INÍCIO DE UM NOVO CICLO DE VIDA

publicado às 19:26

Suplemento de Iodo para Grávidas

por dicasdefarmaceutica, em 25.05.14

Tendo em conta os dados que mostram um nível insuficiente de iodo nas grávidas portuguesas, a Direção Geral de Saúde aconselha as mulheres que planeiam engravidar, as grávidas e as que estão a amamentar, a receber um suplemento diário de iodo, sob a forma de iodeto de potássio.

O iodo tem como função fundamental a biosíntese das hormonas tiroideias, as quais desempenham um papel muito importante no crescimento e desenvolvimento dos órgãos, principalmente do cérebro. O crescimento e desenvolvimento do cérebro é máximo durante o período fetal e nos primeiros anos de vida, daí a importância deste suplemento.

O iodeto de potássio é receitado pelo médico, tendo em conta a quantidade da mesma substância presente noutros suplementos vitamínicos que a grávida esteja a tomar e a situação clínica de cada uma. É sempre necessário aconselhamento médico, pois o iodo está contra-indicado, por exemplo, para quem tem problemas da tiróide.

Claro que o suplemento de iodo não dispensa uma alimentação variada e equilibrada,que inclua alimentos ricos neste componente. São ricos em iodo vários peixes (bacalhau, sardinha, salmão), o leite e seus derivados, leguminosas e alguns produtos hortícolas e até a cerveja (não muito aconselhável para grávidas...). É verdade, agora que está tão na moda a comida japonesa, convém não esquecer as algas, muito ricas em iodo e que nos estamos a habituar a comer.

A ingestão de excesso de iodo via alimentar é muito rara; as consequências do excesso são menos graves do que as do défice.

Se pretende engravidar, está grávida ou está a amamentar, fale com o seu médico sobre o suplemento de iodeto de potássio.

publicado às 19:04

Suplementos Alimentares - Sim ou Não?

por dicasdefarmaceutica, em 11.04.14

Os suplementos alimentares são substâncias produzidas para complementar a alimentação.
Uma alimentação equilibrada deve fornecer todos os nutrientes necessários ao bom funcionamento do organismo. Contudo, há situações em que pode ser indicado algum suplemento, mas este deve ser sempre feito mediante o conselho de um profissional habilitado (médico, farmacêutico, enfermeiro, nutricionista).
Engane-se quem pensa que os suplementos são inofensivos. Neste caso, a lógica " quanto mais melhor"parece estar errada e , em determinadas situações, o uso de suplementos é mesmo desaconselhado.
Não quero que os meus colegas farmacêuticos digam que lhes estou a estragar o negócio dos suplementos; o importante é ter noção que não adianta entrar na farmácia e comprar o suplemento só porque "está na moda"; há que avaliar qual a necessidade real desse suplemento.
Em minha casa também utilizo suplementos, nomeadamente: magnésio (para os mais idosos, quando se queixam de fadiga muscular), caroteno (aconselhado pelo dermatologista, utilizo antes e durante a exposição solar, devido a um carcinoma basocelular já resolvido) e um suplemento multivitamínico ( em determinadas alturas do ano, para os mais " fracalhotes").

Também já fui tentada a utilizar os chamados suplementos antioxidantes, mas sobre estes, vou falar noutra ocasião.
Suplementos sim, mas com "conta, peso e medida". Todos os organismos são diferentes e cada um tem as suas necessidades específicas. Não vamos para o ginásio com a "garrafinha da moda" na mão tomar o batido que todos tomam, nem vamos andar na rua a passear aquelas garrafas com um líquido de cor estranha para ficarmos mais magras no Verão...
Uma importante dica: se acha que necessita de suplementos, informe-se e vá a uma consulta, mas não se esqueça que a base está sempre na quantidade e na qualidade da sua alimentação.

publicado às 15:04

Prevenção

por dicasdefarmaceutica, em 02.04.14

A prevenção das doenças e a promoção da saúde são, sem dúvida, os grandes objetivos deste século.
Nesta área, abordarei temas como a alimentação, os suplementos, o exercício físico, a adoção de estilos de vida saudáveis, enfim, todos aqueles fatores que podem ter grande influência na nossa saúde.
Controlar os fatores de risco é a melhor forma de viver e de envelhecer com qualidade.
Prevenir é a palavra-chave.

publicado às 18:23

Imagens

Algumas das imagens presentes no blog são retiradas da Web. Na impossibilidade de as creditar corretamente agradeço que, caso alguns dos autores não autorize a sua publicação, entre em contato, para que as mesmas sejam retiradas de imediato.

Termo de responsabilidade

A informação contida neste blog não substitui o aconselhamento médico ou farmacêutico. O objetivo do blog, é informar sobre vários assuntos ligados à saúde em geral, e à farmácia em particular. Os vários temas são abordados de uma forma não exaustiva, acessível ao público em geral.


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Janeiro 2019

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Pesquisar

  Pesquisar no Blog