Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Uma em cada seis pessoas sofre de AVC durante a sua vida

por dicasdefarmaceutica, em 31.03.17

 

image_2017-03-31_14-04-59.jpeg

Para assinalar o Dia Nacional do Doente com AVC (Acidente Vascular Cerebral) a Bayer e a Associação Bate Bate Coração estão o hoje na Praça Luís de Camões, em Lisboa, para recolher assinaturas digitais para a campanha “Sign Against Stroke”.

 

O objetivo da "Sign Against Stroke" é angariar 1,7 milhões de assinaturas para tornar a prevenção do AVC uma prioridade para os governos a nível global.

 

 A campanha baseia-se em cinco advertências

- O diagnóstico precoce salva vidas.

- A melhoria do diagnóstico e do tratamento das pessoas com FA (Fibrilhação Auricular) pode prevenir AVC associados à FA e melhorar o prognóstico e o resultado final, caso o AVC ocorra;

- Melhorar os conhecimentos e as práticas dos profissionais de Saúde melhorará a prevenção, o diagnóstico e o tratamento da FA e dos AVC;

- As tecnologias inovadoras que melhorem a prevenção, diagnóstico e tratamento das pessoas com FA ou em risco de AVC associado à FA, devem ser disponibilizadas, de forma apropriada, o mais rapidamente possível;

- A prevenção do AVC deve ser uma grande prioridade para os governos.

 

"O risco de AVC aumenta quase 500% em pessoas com Fibrilhação Auricular." Muitos AVC relacionados com a FA podem ser evitados. Uma das formas de detetar se alguém tem FA é a avaliação do pulso, que pode ser feita em qualquer local, de uma forma simples e económica.

 

Se quer ajudar nesta campanha, assine AQUI.

 

"Atualmente pode dizer-se que o AVC é prevenível e tratável. Previne-se corrigindo os fatores de risco e trata-se reconhecendo os seus sintomas."

Prevenir é adotar um estilo de vida saudável: exercício físico, alimentação equilibrada, dormir bem e não fumar estão no topo da lista dos cuidados a ter.

Saber "os seus números" (pulsação, tensão arterial, glicémia, colesterol, peso, altura, perímetro abdominal) é obrigatório e tentar mantê-los dentro da chamada "normalidade" será o ideal.

Reconhecer os sintomas (falta de força num braço, boca ao lado, dificuldade em falar) pode salvar vidas.

image_2017-03-31_13-59-00.png

É bom que todos estejamos conscientes disto para podermos atuar em tempo útil. Se isto é importante para todos os cidadãos, o rastreio dos fatores de risco pode e deve ser feito também nas nossas farmácias. A grande maioria delas já presta estes cuidados, cada vez mais importantes para a saúde e bem estar de toda a população.

 

Como eu li em qualquer lado, o AVC pode ser considerada uma "doença socialmente transmissível", por isso, vamos todos refletir sobre isto e agir em sociedade para a prevenir.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:29

Surto de Hepatite A em Portugal

por dicasdefarmaceutica, em 29.03.17

image_2017-03-29_11-43-39.jpeg

Só costumamos falar de Hepatite A quando viajamos para países pouco desenvolvidos, cujo saneamento básico é duvidoso ou inexistente. Nalguns casos, além dos cuidados de higiene recomendados, é também aconselhada a administração da vacina.

 

Parece que o vírus responsável por esta doença se instalou em Portugal e nalguns países na Europa. Dizem que começou na Holanda durante um festival de Verão e poderá estar relacionado com uma atividade sexual chamada "chemsex", que envolve múltiplos parceiros e é potenciado por substâncias químicas.

Na região de Lisboa já foram diagnosticados mais de 100 casos, maioritariamente homens que tiveram sexo com outros homens.

 

O principal modo de transmissão da Hepatite A é fecal-oral. Isto quer dizer que o vírus é eliminado pelas fezes e é transmitido de pessoa para pessoa ou através da ingestão de água ou alimentos contaminados. A doença pode também ser transmitida por via sexual, sobretudo através do sexo oral e anal.

 

Como não existe nenhum tratamento específico para a doença, é mesmo melhor apostar na prevenção. 

O consumo de bebidas alcóolicas está totalmente proibido a quem já contraiu o vírus.

 

Alguns conselhos de prevenção da Hepatite A:

- Ter hábitos de higiene elementares

- Lavar muito bem as mãos (depois de usar a casa de banho, antes de cozinhar e de comer)

- Não beber água ou gelo de origem duvidosa

- Lavar bem, com água corrente, frutas e saladas

- Usar preservativo durante as relações sexuais

- Consoante os casos (fale com o su médico!) poderá ser aconselhável a Vacina.

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:25

"Suplementos milagrosos" de Cálcio

por dicasdefarmaceutica, em 27.03.17

image_2017-03-27_11-46-14.jpeg

No último post falei dos suplementos de vitaminas, mas ontem deparei-me com uma senhora muito irritada porque já anda há algum tempo (há mais de um ano) a tomar um suplemento milagroso de Cálcio e agora o médico zangou-se com ela, pois além de não estar melhor relativamente aos "valores da osteoporose", está com "pedra nos rins", provavelmente agravada pelo dito suplemento.

 

Afinal, parece que não só as vitaminas que podem ser "tóxicas", o Cálcio também deve ser tomado só quando é necessário e de acordo com aconselhamento médico.

 

A publicidade de alguns suplementos de Cálcio "milagrosos" não tem qualquer base científica, não estando demonstrado que o uso destes suplementos  possa diminuir as fraturas ósseas e ajude a reforçar as articulações.

O suplemento de Cálcio deve ser tomado apenas em determinadas situações como na gravidez, nalguns casos de osteoporose, em casos que se verifique a não ingestão de produtos ricos em Cálcio e noutros, que devem ser analisados pelo médico. A dose de suplemento deve ser sempre adequada à idade e à condição para a qual é aconselhado.

 

O uso prolongado de suplementos de Cálcio, além de poder provocar cálculos renais, pode ainda ter algum risco cardiovascular, por isso deve ser tomado com precaução.

 

Lembre-se que a grande maioria das pessoas não necessita deste suplemento! Basta ter uma alimentação equilibrada e rica em produtos com Cálcio. Aqui ficam algumas dicas de alimentos ricos em Cálcio:

- Leite e derivados

- Amêndoas

- Tofu

- Vegetais (bróculos, espinafres, agrião, couve

- Ovos

- Feijão branco

- Sardinhas

- Aveia

- Linhaça

- Açai

Existem muitos outros, por isso, alternativas não faltam.

 

De qualquer modo, engana-se quem pensa que basta consumir a quantidade diária recomendada de Cálcio para ter uns ossos saudáveís. Para que este mineral seja bem utilizado pelo organismo, também é preciso garantir o fornecimento apropriado de vitamina D, tendo em vista que é ela a substância responsável pela entrada do Cálcio na corrente sanguínea e permitir a sua absorção. 

O assunto da vitamina D já foi abordado aqui no blog, dê uma espreitadela aos posts:

Défice de vitamina D num país de sol? - Parte I

Défice de vitamina D num país de sol? - Parte II

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:16

Suplementos de Vitaminas: só quando é preciso

por dicasdefarmaceutica, em 24.03.17

image_2017-03-24_16-37-02.jpeg

  

As vitaminas são essenciais para sobrevivermos e fundamentais para mantermos o nosso bem-estar e a nossa saúde, mas os suplementos vitamínicos são quase sempre desnecessários porque os alimentos naturais, numa alimentação equilibrada, fornecem as quantidades de vitaminas que o organismo precisa.

 

Caros colegas, não quero de todo estragar o negócio das vitaminas, mas como com todos os suplementos, é preciso saber aconselhar. O problema é quando são compradas em qualquer sítio e sem qualquer aconselhamento. E aqui fica a primeira dica: se quer comprar suplementos de vitaminas, aconselhe-se com o médico, com o farmacêutico ou com outro profissional de saúde que saiba a sua história clínica e que perceba do assunto (nutricionista, enfermeiro, etc...). Não tome as vitaminas do seu "vizinho"!

 

Sabe que as vitaminas em excesso podem ser tóxicas? Chama-se hipervitaminose quando as vitaminas se acumulam no organismo e não são eliminadas. Isto acontece sobretudo com as chamadas vitaminas lipossolúveis (solúveis em gordura), nomeadamente as vitaminas A, D, E e K. Normalmente, o excesso de vitaminas hidrossolúveis (solúveis em água) é eliminado pela urina, como é o caso das vitaminas B ou C .

 

Assim, além da qualidade das vitaminas (A, B, C...) existentes nos suplementos, é muito importante ter atenção às quantidades. Segunda dica: os suplementos vitamínicos não são para tomar para toda a vida; quando necessários, normalmente devem ser tomados durante um período limitado, sempre de acordo com as necessidades de cada um.

 

Existem vários sinais e sintomas associados à toma exagerada de suplementos vitamínicos, quando essa toxicidade de que falei existe. Esses sinais variam muito de pessoa para pessoa e podem ir desde náuseas, cefaleias, quedas de cabelo e em casos mais graves, hemorragias (excesso de vitamina E) ou mesmo excesso de cálcio no sangue (excesso de vitamina D). Algumas pessoas, até com a vitamina C, que é mais facilmente eliminada, têm alguns transtornos intestinais.

 

Assim, e para finalizar, aqui fica a terceira dica: sempre que possível, substitua as cápsulas de vitaminas por uma dieta equilibrada!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:20

Dia Mundial da Síndrome de Down

por dicasdefarmaceutica, em 22.03.17

image_2017-03-22_07-40-50.jpeg

 

Jessica Parsons (na imagem) é professora de yoga. A Síndroma de Down não a fez parar e Jessica seguiu o seu sonho, seguindo a tradição da família e dedicando-se ao yoga. Como a Jessica, são muitos os portadores desta doença, que têm lutado e têm conseguido seguir os seus sonhos e alcançar os seus objetivos.

 

Em Portugal, um em cada 800 bebés nasce com Trissomia 21, uma síndrome de origem genética causada por uma alteração no número de cromossomas 21, que faz com que as pessoas portadoras da Síndrome de Down possuem três cópias do cromossoma 21 pessoas em vez de duas. Esta alteração transporta consigo algumas mudanças na fisionomia dos portadores desta doença e também algumas alterações a nível comportamental e cognitivo e alguma fragilidade, sendo sujeitos a mais problemas de saúde do que as pessoas não portadoras da Síndrome de Down.

 

A doença não pode ser prevenida e não tem cura e a vida para os portadores pode ser complicada, sobretudo pelo estigma ainda existente à volta dela. Aceitar a diferença e integrar quem é "diferente" tem que ser uma das grande mudanças da sociedade deste século.

 

Ontem foi o Dia Mundial da Síndrome de Down e muita coisa foi dita sobre esta doença. Deixo-vos só estas imagens fantásticas do site da Associação Pais 21, que dizem tudo o que queria transmitir a quem ler este post:

 

image_2017-03-22_15-51-25.jpeg

 

image_2017-03-22_15-51-28.jpeg

 

image_2017-03-22_15-51-31.jpeg

 

image_2017-03-22_15-51-34.jpeg

 

image_2017-03-22_15-51-37.jpeg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 16:06

Turismo acessível para todos

por dicasdefarmaceutica, em 21.03.17

image_2017-03-21_13-53-26.jpeg

Quem gosta de viajar, já pensou de certeza nos milhões de pessoas que, devido às suas necessidades específicas, nomeadamente os deficientes e os mais idosos, não podem deslocar-se por falta de condições e informação.

É a pensar nestas pessoas que está a ser desenvolvida a primeira plataforma ibérica na área do turismo acessível: a TUR4all. Esta plataforma, que já está a funcionar em Espanha, vai facilitar o planeamento das viagens em Portugal e Espanha destas pessoas com necessidades específicas.

 

A TUR4all disponibiliza informação objetiva e atualizada sobre todas as condições de acessibilidade de hotéis, monumentos, museus, transportes, restaurantes com menus em braille, entre outras.

 

Quando viajamos pelo mundo, vemos muitos locais onde é fácil perceber que a acessibilidade é uma preocupação e que qualquer pessoa poderá desfrutar do local. Cidades como Barcelona, Estocolmo ou mesmo Londres, pelas suas condições de acessibilidade, captam turistas de todas as taxas etárias e também aqueles com dificuldades motoras ou visuais, pois sabem que quase todos os monumentos, transportes, hotéis e restaurantes, estão preparados para eles.

Sabiam que é muito fácil um deficiente motor movimentar-se em Las Vegas e que até existem viagens preparadas para que possam aventurar-se até ao Machu Picchu? 

 

Pois é, o nosso país, com a quantidade de turistas e com a quantidade de locais que tem para mostrar, tem que se preocupar mais com as pessoas que são, por uma razão ou por outra, "diferentes". Por acaso, no mês passado, deparei-me com um problema: queria levar uma pessoa deficiente a uma casa de fados, daquelas mais conhecidas, e nenhuma delas tinha acesso facilitado. Acham normal? Acabei por ir, mas rezando para que não lhe desse vontade de ir à casa de banho, pois seria impossível descer aquela escada...

 

A TUR4all está a ser desenvolvida numa ação conjunta entre a Accessible Portugal, a Fundação Vodafone Portugal e o Turismo de Portugal com o apoio da ENAT - European Network for Accessible Tourism, em colaboração com a PREDIF em Espanha, apoiada pela Fundação Vodafone Espanha.

 

A TUR4all vai estar disponível em várias línguas a partir de setembro, em website e aplicação móvel. Esta aplicação não vai tornar Portugal mais acessível, mas vai informar os locais que têm essa preocupação. Todos ficaremos a ganhar...

 

Fica já prometido para próximo, um post com algumas das aplicações deste género espalhadas pelo mundo.

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:46

Pessoas felizes adoecem menos

por dicasdefarmaceutica, em 20.03.17

image_2017-03-20_09-34-14.jpeg

 

Escolhi esta imagem porque a felicidade desta vendedora de fruta está estampada naquele sorriso. Deve ter muita saúde...

 

Cuidar das emoções é essencial para cuidar da nossa saúde, atrevo-me mesmo a dizer que é quase tão importante como os tais três pilares que estou sempre a falar: alimentação, exercício físico e sono.

 

Emoções "más", como o medo, a tristeza, a raiva, a frustração, a inveja e outras, quando vividas muitas vezes, funcionam como tóxicas para o nosso organismo e vão torná-lo doente. 

Não são só as doenças como a ansiedade ou a depressão que são provocadas por estas emoções "más"; elas também podem potenciar outras doenças, como ataques cardíacos, acidentes vasculares, úlceras de estômago, alterações glandulares, cancro e muitas outras. 

Além disso, quando o nosso pensamento só se centra em coisas más, a recuperação das doenças é muito mais complicada e as emoções condicionam a cura de muitas delas. Está provado que o sistema nervoso e o sistema endócrino estão envolvidos "de mãos dadas" nas respostas imunológicas do organismo e, por isso mesmo, na cura de muitas doenças.

 

A neurociência já disse: "Pessoas felizes adoecem menos!" Quando as nossas emoções são positivas, deixamos de nos desgastar e achar que tudo de mau nos acontece e que o mundo é verdadeiramente hostil. Pessoas felizes, não só adoecem menos, como, quando estão doentes, têm uma recuperação muito mais rápida. Isto é evidente em muitas doenças e o cancro é uma delas.

Quanto mais grave for a situação, mais importante é o positivismo e a esperança na cura; toda a nossa energia deve estar centralizada na cura e não na doença.

 

De certeza que estão a pensar que hoje estou muito lamechas e isso não é muito habitual. Normalmente, falo de medicamentos, de ciência pura e muito pouco de emoções e energias, pois não é esta a minha área. Será que esta parte mais emocional não deveria ser a "área" de todos nós? Acredito mesmo que sim.

 

É tudo muito bonito, mas como é que temos só emoções boas e "deitamos fora" as más? Não sei bem, mas temos que fazer um esforço. Todos sabemos o que é felicidade, esperança, alegria, gratidão, dádiva, amor...é só pôr em prática. Tudo isto são emoções positivas e, por isso mesmo, curativas.

Quando estamos alegres, brincamos, rimos, produzimos hormonas da felicidade e sentimo-nos com mais saúde. Não é por acaso que às vezes, com uma simples conversa animada com um amigo, aquela dor que nos atormentou todo o dia, desaparece. Já sentiram isto?

A dádiva e a gratidão são dois sentimentos que também melhoram a nossa saúde e o nosso bem-estar e não podemos viver sem eles. As nossas emoções ficam "ao rubro" quando conseguimos dar algo importante a alguém, nem que seja um sorriso, pois não falo aqui de coisas materiais, apesar destas também nos fazerem felizes em muitas ocasiões. E a gratidão? Que importante que é sermos gratos por aquilo que temos, aqui sim, focamo-nos só nos pontos positivos e tentamos pôr os negativos "para trás das costas".

O Amor é a emoção mais importante da vida e quem ama, adoece menos. Adoece menos porque ama a vida, ama as coisas simples, ama a família, ama os amigos, ama a natureza, ama uma simples conversa ou simplesmente olhar para o mar ou para uma flor que nasceu ao acaso no jardim  ao pé de casa.

 

E quem não consegue ser feliz? O que pode fazer para adoecer menos? Tem mesmo que procurar rodear-se de pessoas positivas, refletir, conhecer pessoas novas e outras realidades. Dar e receber pode estar bem perto de nós, "na rua ao lado", é só procurar. Sair da zona de conforto e afastar as tais emoções "más" deve ser o foco.

 

Se está doente, todos estes conselhos ainda são mais importantes. Ame a vida, procure novas emoções, focalize-se na cura e peça ajuda! Não se "feche na sua concha"!

 

Além de todo este "blá-blá", existem algumas atividades que ajudam a "curar" emoções, como o yoga, a meditação ou mesmo uma aula animada de zumba no ginásio ou uma caminhada ao ar livre. O importante é fazer uma escolha baseada nos nossos gostos e naquilo que nos sentimos bem, rodeados de pessoas que nos fazem felizes.

 

Não se esqueçam: "Pessoas felizes adoecem menos! Sejam felizes!"

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:17

image_2017-03-16_10-57-34.jpeg

Estou sempre a repetir-me (como dizem os meus filhos...), mas para uma vida com qualidade, existem três pilares fundamentais: alimentação, exercício físico e sono.

 

Hoje é o Dia Mundial do Sono e, por isso, vamos falar sobre ele. Sabiam que existem mais de 100 doenças que podem estar relacionadas com o sono? E que a grande maioria delas poderá ser prevenida ou tratada? 

 

Dormir não é perder tempo, pois o sono é fundamental para a memória, para a capacidade de aprendizagem e para concentração. Se dormirmos bem, teremos uma maior produtividade e rendimento, tanto na vida pessoal, como profissional e, por isso mesmo, aproveitaremos melhor a vida.

O sono possui uma função biológica crucial e a falta de sono pode conduzir a várias doenças, como a hipertensão arterial, o aumento do risco de enfarte e de Acidente Vascular Cerebral (AVC), a diabetes e muitas outras.

 

Os problemas de sono são uma epidemia global que ameaça a saúde e a qualidade de vida de mais de 45 % da população. Em Portugal, cerca de 60% dos portugueses sofrem de doenças do sono, mas acham que não é nada, e não procuram  ajuda.

 

Eu estou para aqui a falar, mas também não tenho um sono de muita qualidade. A diferença é que fui a várias consultas, fiz exames, sei o que tenho (apneia de posição), mas não tenho sido "bem comportada" e não faço o que o médico me aconselhou. Aliás, até me zanguei um bocadinho com ele, porque acha que tudo o que tenho está relacionado com dormir mal...será? Hoje é dia para reflectir sobre isto.

 

Para alertar a população acerca deste problema, a Associação Portuguesa do Sono (APS) junta-se às comemorações do Dia Mundial do Sono, com a campanha “Durma Bem, Disfrute a Vida”.

 

image_2017-03-16_11-07-21.jpeg

 

Para saber mais sobre esta campanha, veja AQUI o Facebook da Associação Portuguesa do Sono.

 

Se sabe que dorme mal, em quantidade e em qualidade, faça alguma coisa para mudar esse estado! Se não conseguir sozinho, com aquelas medidas básicas (dormir sete a nove horas por noite, não usar aparelhos tecnológicos antes de ir para a cama, não beber café a partir de determinada hora, etc...), peça ajuda ao médico! Lembre-se que a grande maioria dos problemas de sono podem ser tratados!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:44

Os casos de Diabetes continuam a aumentar em Portugal

por dicasdefarmaceutica, em 15.03.17

image_2017-03-15_22-07-45.jpeg

Vou só fazer um pequeno apontamento sobre um assunto "gigante" que é hoje notícia: em 2015, em Portugal, foram detetados 167 novos casos de Diabetes por dia, mais 29 casos do que em 2014. A prevalência da doença na população portuguesa, com idades entre os 20 e os 79 anos, foi de 13,3%.

Como é que uma doença (Diabetes tipo 2) que pode ser evitável atinge estes números? Como é que morreram, em média, 12 pessoas por dia por causa desta doença?

 

Pior ainda é o que está para vir, pois 40,7% da população está em situação de pré-diabetes. Já falei AQUI sobre este grave problema. Todos temos que refletir e falar sobre este assunto.

 

Também a prevalência da diabetes gestacional em Portugal continental aumentou em 2015, atingindo 7,2% da população parturiente que utilizou o Serviço Nacional de Saúde (SNS).

 

É muito importante a conscencialização das pessoas para este problema pois, muitas vezes, são medidas simples de alteração de estilos de vida, que vão fazer a diferença. Nunca é demais lembrar: 

- Mantenha uma alimentação saudável, rica em frutas e legumes e evite os açúcares.
- Vigie o seu peso corporal.
- Não fume.
- Faça exercício físico com regularidade.
- Vigie os valores de açúcar (glicémia).
- Controle a tensão arterial.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:33

As suas rugas vão gostar...

por dicasdefarmaceutica, em 14.03.17

image_2017-03-13_14-20-32.jpeg

 

Não há milagres e é mesmo verdade, a partir dos 50 anos, a pele fica mais fina, mais baça, com rugas e o que se nota mesmo mais, é a perda de elasticidade...tudo parece ficar "pendurado".

O que se passa é que, quando envelhecemos, as substâncias que mantêm a nossa pele suave e preenchida diminuem, o que faz com que a estrutura da pele perca a sua aparência lisa e firme.

 

Existem alguns produtos no mercado que podem dar uma ajudinha nesta fase difícil da pele, trabalhando em conjunto para combater a perda de elasticidade, a flacidez, as rugas e aquela cor sem brilho.

 

Conhecem a marca Eucerin à venda na maior parte das farmácias e parafarmácias? Talvez seja mais conhecida pelos excelentes produtos para o corpo, muitas vezes recomendados por dermatologistas, mas a marca tem também várias gamas de rosto, para os diferentes tipos de pele e patologias.

 

A Eucerin lançou agora  a linha Eucerin® Elasticity + Filler para pele madura. Os ingredientes que compõem esta gama, fortalecem a estrutura da pele, melhorando a elasticidade e preenchendo as rugas mais profundas.

A gama oferece três produtos diferentes:

- Eucerin® Elasticity + Filler Creme de Dia

- Eucerin® Elasticity + Filler Creme de Noite

- Eucerin® Elasticity + Filler Óleo de Rosto

image_2017-03-13_17-36-17.jpeg

 

Agora, algo mais técnico: porque é que estes produtos funcionam?

 

Eucerin® Elasticity + Filler Creme de Dia e Creme de Noite

Estes dois cremes combinam ingredientes poderosos no combate às rugas. Têm na sua composição Arctiina, que acelera o processo de renovação de colagénio nas células da pele e Silimarina, que protege o colagénio e a elastina do stress oxidativo. A Silimarina também activa o sistema de microcirculação da pele ao nível celular. Contêm ainda o conhecido Ácido Hilalurónico, que preenche as rugas mais profundas

O creme de dia tem FPS 15 e funciona muito bem como uma excelente base de maquilhagem.

 

- Eucerin® Elasticity + Filler Óleo de Rosto

Contém Óleo de Argão, Óleo Cardo-Marino e Vitamina E, os ingredientes perfeitos para deixar a sua pele macia e bem cuidada para receber os outros cremes (de dia ou de noite). Quem já utilizou um óleo deste género antes de qualquer tratamento, sabe que a pele fica realmente diferente.

 

Se sente que a sua pele está a ficar diferente, com rugas e sem brilho e nunca ligou a cremes, limpezas e afins, está na hora de começar a mimá-la. Porque não experimentar esta gama da Eucerin? Tem uma excelente relação preço/qualidade.

Convém salientar que estes produtos não têm parabenos e são não comedogénicos.

 

Não se esqueça que antes dos cremes, vem a limpeza da pele e, já agora, continue a beber muita água, pois a sua pele também agradece!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:16

Imagens

Algumas das imagens presentes no blog são retiradas da Web. Na impossibilidade de as creditar corretamente agradeço que, caso alguns dos autores não autorize a sua publicação, entre em contato, para que as mesmas sejam retiradas de imediato.

Termo de responsabilidade

A informação contida neste blog não substitui o aconselhamento médico ou farmacêutico. O objetivo do blog, é informar sobre vários assuntos ligados à saúde em geral, e à farmácia em particular. Os vários temas são abordados de uma forma não exaustiva, acessível ao público em geral.

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Março 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Pesquisar

  Pesquisar no Blog