Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Campanha NIVEA 2017 "Ajude-nos a Ajudar"

por dicasdefarmaceutica, em 27.02.17

image_2017-02-04_21-07-11.jpeg

 

Não resisto, cada vez que me falam da marca NIVEA, tenho que divulgar aqui no blog. Ainda no último Natal, falei AQUI na famosa latinha azul e em Junho mostrei AQUI uma das lojas NIVEA da Alemanha.

 

Em 2016 a marca NIVEA lançou a campanha "Ajude-nos a Ajudar" e ajudou mais de 40.000 pessoas. Assim, com a ajuda dos seus consumidores que continuaram a preferir a marca, NVEA entregou produto a mais de 8.500 famílias, ajudou 6.000 mulheres na investigação contra o cancro da mama e 3.000 crianças começaram o ano escolar com novos kits de material escolar.

 

Em 2017, NIVEA tem o objectivo de chegar mais longe! A marca pretende continuar a retribuir a confiança dos consumidores, dando continuidade à campanha "Ajude-nos a Ajudar".

 

A primeira iniciativa da Campanha NIVEA deste ano, dedicada ao tema da família, está já a decorrer em quase todos os hiper e supermercados do país e só termina no dia 13 de Março.

Neste começo de ano, a marca pretende ajudar 13.000 famílias, mais 50% do que o número de 2016, oferecendo a cada uma: a icónica lata NIVEA Creme, um Sabonete e um Shampoo NIVEA, garantindo os cuidados básicos de higiene e saúde que os produtos da marca proporcionam.

image_2017-02-04_21-23-54.jpeg

A Cruz Vermelha Portuguesa, com o programa “Portugal mais Feliz”, que apoia várias famílias de Portugal Continental e Ilhas, continua a ser o parceiro escolhido para dar continuidade ao compromisso da marca com a comunidade.

 

image_2017-02-04_21-21-08.jpeg

 

 Já sabe, continue a confiar na NIVEA e "Ajude-nos a Ajudar" mais famílias portuguesas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:07

image_2017-02-26_16-34-36.jpeg

 

A Nestlé está em Portugal desde 1923 e existem em todas as nossas casas produtos desta marca. Talvez seja mais conhecida pela nutrição infantil, mas dela fazem parte também os cafés torrados, as bebidas solúveis, os chocolates, os cereais de pequeno-almoço, a nutrição clínica, os gelados e os alimentos para animais de companhia. 

Toda a gente conhece o sabor do leitinho com uma colher de chocolate Nesquik, as farinhas Nestum ou mesmo a gama de produtos Maggie. Os compromissos de marcas como a Nestlé em termos de alimentação saudável, contribuem de maneira significativa para a melhoria da saúde e bem-estar da população consumidora, daí a importância da notícia que vos trago hoje.

 

"A Nestlé comprometeu-se a reduzir pelo menos 18 mil toneladas de açúcar nos produtos alimentares que disponibiliza no mercado Europeu, até 2020, o que equivalerá a uma redução de 5% de açúcar, em relação aos valores atuais, no portefólio da marca no nosso continente."

 

Este compromisso foi anunciado pela Companhia numa conferência realizada recentemente em Malta sobre Obesidade Infantil, organizada pela Comissão Europeia. Numa mensagem em vídeo, Marco Settembri, Vice-presidente Executivo da Nestlé e Diretor para a Zona EMENA (Europa, Médio Oriente e Norte de África), salientou a importância da alimentação saudável: “Quando uma em três crianças tem excesso de peso ou é obesa, é evidente que temos de fazer mais para oferecer escolhas mais saudáveis e ajudar a promover um estilo de vida ativo.”

 

Há muitos anos que a Nestlé tem vindo a investir no desenvolvimento e na criação de produtos mais saudáveis e saborosos, removendo açúcar, sal e gorduras, e adicionando nutrientes integrais.

 

Felizmente, sabemos que são várias as marcas que trabalham com o mesmo objetivo da Nestlé. Também a Comissão Europeia e os Estados Membros concordaram em desenvolver, até ao final de 2017, planos de ação para reduzir a adição de açúcares nos produtos alimentares. 

 

Pode saber mais AQUI sobre os compromissos da Nestlé.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:58

Porquê tomar suplemento de Selénio?

por dicasdefarmaceutica, em 24.02.17

image_2017-02-23_12-33-50.jpeg

 

O selénio é um mineral que existe na natureza, no solo e nos alimentos.

Quando falamos de alimentos ricos em selénio, lembramo-nos da propaganda à castanha do Brasil, mas este micronutriente existe também nalguns peixes (atum, bacalhau, salmão), carnes (vaca, frango, perú), nalguns cereais (integrais) e nos frutos secos.

A quantidade de selénio nestes alimentos varia de acordo com a maior ou menor concentração deste micronutriente nos solos, pois é nestes solos que são cultivados os cereais e são também estes solos que servem de pasto aos animais utilizados na nossa alimentação. O problema está aqui, pois os solos agrícolas europeus têm baixos níveis de selénio. Como consequência, a população Europeia consome quantidades insuficientes deste mineral.

 

Estudos vários mostram que uma ingestão diária de 100 µg é adequada, contudo a maioria dos Europeus consome cerca de metade dessa dose. Apesar de ser necessário em pequenas doses, o selénio é indispensável à saúde do organismo, uma vez que é constituinte de algumas proteínas com funções importantes, nomeadamente antioxidantes, funções do sistema imunitário e funções na regulação de glândulas, como a tiróide.

Por tudo isto, pessoas com deficiência de selénio, têm as defesas mais em baixo e sentem um estado de fadiga constante.

 

Esta deficiência pode ter um impacto particularmente negativo num grupo de pessoas que apresente uma redução na capacidade de absorver micronutrientes (os intolerantes ao glúten) e também naquelas pessoas que seguem à risca uma alimentação biológica (muito na moda).

 

Existem várias alternativas de suplementos no mercado, mas destaco aqui o BioActivo Selénio+Zinco da Pharma Nord,  cuja composição me parece muito equilibrada.

 

image_2017-02-23_18-13-36.jpeg 

Além de colmatar as necessidades diárias de selénio, o BioActivo Selénio + Zinco tem outros benefícios para a nossa saúde: protecção do sistema imunitário, acção contra o stress oxidativo, queda do cabelo e unhas, etc...

 

Convém lembrar que os suplementos da gama BioActivo são isentos de glúten!
Esta informação pode ser confirmada pela Associação Portuguesa de Celíacos (APC).

 

Antes de tomar qualquer suplemento, fale com o seu médico ou farmacêutico e lembre-se que uma alimentação equilibrada é a "chave do sucesso" da sua saúde!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:05

De passagem por Myanmar...

por dicasdefarmaceutica, em 22.02.17

image_2017-02-22_12-20-03.jpeg

 

Vim agora de uma viagem a Myanmar, antiga Birmânia e, como não poderia deixar de ser, a minha atenção para a parte dos medicamentos, faz parte de todas as viagens.

Logo no primeiro dia, de chegada à capital (Yangon), encontrei um verdadeiro "mercado de medicamentos". Dirigia-me para um dos famosos mercados asiáticos (mercado Bogyoke), quando tive que fazer uma paragem neste local que só vendia produtos de saúde e, posso garantir-vos, vendia mesmo de tudo e de todas as marcas, à verdadeira maneira asiática. Vamos às fotografias:

 

image_2017-02-22_12-27-28.jpeg

 

image_2017-02-22_12-27-23.jpeg

 

image_2017-02-22_12-27-25.jpeg

 

image_2017-02-22_12-27-30 (1).jpeg

 

image_2017-02-22_12-27-32.jpeg

 

image_2017-02-22_12-27-33.jpeg

 

image_2017-02-22_12-27-37.jpeg

 

image_2017-02-22_12-27-38.jpeg

 

Que tal? Acho que o Infarmed tinha muito que fazer para estas zonas...

Vejam só o material cirúrgico, há de tudo:

 

image_2017-02-22_12-33-29.jpeg

 

Pois é, não sei se são muito saudáveís, mas pareceu-me que são felizes. Deparei-me com um país fantástico e com um povo pronto para nos receber, sempre com um sorriso estampado no rosto.

 

Para não parecer muito tendenciosa e só falar em medicamentos, fiquem com estas duas imagens que captei por aquelas bandas, um pescador no Lago Inle e os famosos templos (mais de 3000) de Bagan:

 

image_2017-02-22_12-58-38.jpeg

 

image_2017-02-22_13-02-35.jpeg

 

Se forem viajar, consultem algumas dicas sobre o Kit de farmácia que devem levar! Consoante o destino, vão a uma consulta do viajante e façam todas as medidas preventivas aconselhadas! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:39

image_2017-02-21_07-36-10.png

 

O primeiro post deste ano foi: "Destaques Dicas de Farmacêutica 2016". Destaquei 12 produtos e, sabem qual foi o meu eleito como produto do ano? Foi o FreeStyle Libre, o primeiro medidor de glicose que não necessita de picadas nos dedos. Acertei em cheio, pois a semana passada, este produto da Abboott foi galardoado com o prémio de  "Produto do Ano" na Área da Saúde.

O "Produto do Ano" é o maior e único prémio mundial que elege os produtos que se destacam pela inovação e que conta com o voto direto dos consumidores. O FreeStyle Libre foi eleito por mais de 6000 consumidores.

 

"O FreeStyle Libre é uma ferramenta inédita na medição dos níveis de glicose para pessoas com diabetes, estando indicado essencialmente para pessoas com diabetes que necessitam de fazer diariamente várias picadas dos dedos para controlar os níveis de açúcar, incluindo crianças entre os 4 e os 17 anos.

Composto por um sensor com apenas 35mm x 5mm (semelhante a uma moeda de 2 euros) e com duração de até 14 dias, este sistema é colocado na parte posterior do braço e permite medir os níveis de glicose intersticial, de forma simples, fornecendo resultados instantâneos sobre os valores de glicose e indicadores de tendência. Após uma hora da sua colocação no braço, o FreeStyle Libre inicia a leitura da glicose, tratando a informação que recolhe e identificando tendências.

A grande inovação do FreeStyle Libre está no facto de, numa leitura sem dor e em apenas um segundo, a pessoa com diabetes obter informações relevantes sobre o presente (glicemia atual), sobre o passado e o futuro. Esta vantagem inovadora deve-se ao historial dos valores de glicose até oito horas antes da determinação e setas de tendência de glicose que são disponibilizados e que mostram se estão a subir, a descer ou constantes, o que permite que a pessoa com diabetes antecipar a tendência de evolução através desta determinação, ajudando a prevenir episódios de hipoglicemia (glicose baixa) e melhorando a sua qualidade de vida."

 

Com o sistema FreeStyle Libre é mais fácil controlar a diabetes. Além do mau estar provocado pelas inúmeras picadas diárias que tinham que ser feitas até agora, o dia-a-dia da pessoa com diabetes fica mais fácil, pois a qualquer a hora, pode analisar os seus valores e prevenir eventuais problemas de subidas ou descidas bruscas de glicémia. 

 

A diabetes é uma doença crónica que, em muitos casos, acompanha todo o crescimento de uma criança, a sua adolescência e toda a sua vida de adulto, até ser bem velhinho. Uma vida longa com uma doença como esta, só é possível com muita prevenção das eventuais complicações.

Estas inovações são muito importantes para que a vida dos diabéticos seja uma vida com mais qualidade! Uma vida com qualidade é o desejo de todas as pessoas que têm doenças crónicas.

 

image_2017-02-21_17-20-17.png

 

Mais informações sobre este sistema, disponíveis em FreeStyle Libre

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:28

Ritalina, o "Comprimido Inteligente"

por dicasdefarmaceutica, em 20.02.17

image_2017-02-20_18-48-03.jpeg

 

Não ía falar sobre este assunto, mas noto agora alguns pais preocupados e a perguntarem qual a minha opinião, após as notícias que saíram nos últimos dias. Já abordei este tema AQUI no blog em maio do ano passado, pois é um assunto que me preocupa e acho que deve ser bem debatido, pois pode tornar-se, se já não o é, um grave problema de saúde pública.

 

Pois é, para mim não é novidade, mas os números chegaram e a venda do fármaco Cloridrato de Metilfenidato, mais conhecido por Ritalina, duplicou nos últimos sete anos.

Este fármaco é indicado para os Problemas de Hiperatividade e Défice de Atenção (PHDA). Será que em sete anos duplicou o número de crianças com esta patologia? Permitam-me duvidar...

De qualquer forma, pelo que sei, estes problemas são facilmente diagnosticados pelos médicos e não posso acreditar que as crianças são "hipermedicadas à toa" ou por pressão dos papás. Confio nos médicos, mas acredito que há qualquer coisa de errado nesta "hiperatividade da Ritalina".

 

O meu conselho para os pais é: muita atenção e acompanhamento durante todas as fases de crescimento dos filhos! Não se esqueçam que as crianças não são todas iguais e não podem ser boas a tudo e a todas as disciplinas! Parece que, no mundo em que vivemos, vale tudo para que os meninos tenham bons resultados. Li num jornal qualquer que há turmas em que 80% dos alunos estão sob o efeito da Ritalina ou de outras substâncias. 

 

Em 2016 houve um ligeiro decréscimo na venda deste fármaco, mas não se iludam, pois  um outro medicamento para tratar a PHDA começou a ser comparticipado; chama-se Atomoxetina (Strattera) e não sei qual foi o aumento de vendas neste último ano, mas ele também anda por aí nalgumas casas.

 

Qual é a minha opinião?

1. Estes medicamentos estão no mercado e são seguros.

2. Temos que confiar nos médicos dos nossos filhos.

3. Temos que estar atentos e saber o que diz a bula do Metilfenidato (Ritalina): "este medicamento destina-se ao tratamento da perturbação de hiperatividade com défice de atenção, a partir dos seis anos, devendo ser utilizado unicamente após serem testados tratamentos que não envolvem medicamentos, tais como aconselhamento e terapia comportamental e que tenham sido insuficientes. A prescrição deve ser efetuada apenas por médicos especialistas em alterações do comportamento e deve ser utilizado como parte de um programa de tratamento que geralmente inclui terapia psicológica, terapia educacional e terapia social. O medicamento não deve ser tomado para sempre, devendo a terapêutica ser interrompida durante pelo menos um ano quando a toma ocorre há doze meses; nas crianças o tratamento deve ser interrompido durante as férias escolares."

4. Temos que aceitar os nossos filhos como são e não achar que, só porque são mais irrequietos e não estão atentos na sala de aula, já precisam de ser medicados.

5. Temos que questionar: precisará mesmo de tomar esta "droga"? Como será a dependência da mesma?

 

Há quem lhe chame o "comprimido inteligente", mas não deixem que os vossos filhos achem que só são inteligentes quando tomam o referido comprimido! Já vi crianças desesperadas porque o médico suspendeu a toma da Ritalina e já vi professores que não sabiam o que haviam de fazer perante o pedido de uma criança para adiar uma determinada avaliação, por esquecimento da toma do comprimidinho da manhã. Isto é real e é grave. Não sei quem, mas alguém tem que fazer alguma coisa para diminuir o número de crianças dependentes desta "droga".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:34

Amanhã, dê um medicamento a quem precisa!

por dicasdefarmaceutica, em 17.02.17

image_2017-02-17_17-12-50.png

A Jornada de Recolha de Medicamentos, principal iniciativa do Banco Farmacêutico, irá realizar-se amanhã, dia 18 de Fevereiro, entre as 9h00 e as 19h00 em 215 farmácias espalhadas pelo país.

 

Esta iniciativa tem como objetivo recolher medicamentos para auxiliar 100 instituições de solidariedade social.

 

As Farmácias aderentes terão um papel fundamental no desenvolvimento de toda esta iniciativa, uma vez que no dia da Jornada, recolherão medicamentos não sujeitos a receita médica e produtos de saúde para uma ou mais instituições de solidariedade social. Desta forma, a sua principal função será recolher o máximo número de medicamentos que sejam essenciais para ajudar cada uma das instituições (IPPS).

Após a Jornada, as doações serão entregues às instituições, no próprio dia ou durante a semana seguinte.

 

Além dos farmacêuticos, também os voluntários são fundamentais para ajudar nesta causa de recolha de medicamentos. Amanhã teremos cerca de 500 voluntários nas várias farmácias aderentes.

 

Importa referir que só podem ser doados medicamentos novos, seguros, de qualidade e que ainda não tenham estado fora do circuito do medicamento, ou seja, não poderão ser aceites medicamentos vindos de casa. Apesar da intenção de ajudar ser a melhor, não é permitido doar às instituições Meficamentos que já saíram da farmácia para a casa dos utentes, pois não poderemos garantir as condições de transporte e armazenamento dos mesmos.

 

Consulte AQUI a lista das farmácias aderentes a esta iniciativa e amanhã passe por uma delas é "Dê um Medicamento a Quem Precisa"!

 

image_2017-02-17_17-29-27.jpeg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:55

Nova Linha Capilar Anti Idade

por dicasdefarmaceutica, em 06.02.17

image_2017-01-30_21-20-38.jpeg

Pois é, tudo envelhece e o cabelo não é exceção. Com a passagem do tempo, o cabelo envelhece e deteriora-se, tornando-se baço, quebradiço e sem vida.

As alterações hormonais provocam uma desaceleração celular que afeta diretamente o cabelo, pois existe uma menor produção de queratina e melanina, que o tornam mais poroso e frágil, menos denso e leva ainda ao surgimento de cabelos brancos.

Se a estes fatores fisiológicos acrescentarmos as agressões diárias a que o cabelo está sujeito, quer seja pelas radiações UV, pelos cosméticos agressivos utilizados ou pelos tratamentos térmicos como o secador ou as pranchas alisadoras, o resultado será um cabelo com aspeto "velho", sem brilho e fraquinho, a perder a graça que tinha quando era novo. Como se não bastasse a côr alterar, também a qualidade do cabelo se altera com o avançar dos anos...tudo muda.

 

A pensar neste envelhecimento, a marca Clearé Institute dos Laboratórios Phergal, lança em Portugal a sua linha de tratamento capilar Anti Idade que trata, rejuvenesce e reduz a idade biológica do cabelo.

 

Os quatro produtos da Linha Anti Idade da Clearé Institute (Champô, Creme Condicionador, CC Cream e Sérum Redensificante) procuram travar os efeitos do tempo e as agressões diárias através do complexo Hair Care Antiaging® que, na sua essência, contém proteínas de Baobá e Ácido Glicólico Glypure®.

Este complexo Hair Care Antiaging® atua em três fases, ou seja, o Ácido Glicólico Glypure® hidrata o cabelo, facilitando a penetração do cocktail de aminoácidos do extrato de Baobá. O extrato de Baobá, por sua vez, oferece um concentrado de proteínas multifuncionais que fortalecem, acondicionam, nutrem, protegem e regeneram o cabelo. Por fim, os seus ativos funcionais biológicos e tecnológicos próprios de cada um dos produtos da linha ajudam a conseguir um cabelo mais forte, suave, jovem e visivelmente mais saudável.

image_2017-02-04_22-36-16.jpeg

 À venda nas farmácias e parafarmácias!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:24

Dia Mundial da Luta Contra o Cancro

por dicasdefarmaceutica, em 04.02.17

image_2017-02-02_10-41-05.jpeg 

Assinala-se hoje o Dia Mundial de Luta Contra o Cancro. Esta data foi instituída na Carta de Paris, aprovada em 2000, na Cimeira Mundial Contra o Cancro para o Novo Milénio.

 

Este dia visa sensibilizar a opinião para a luta contra a doença. "A Carta de Paris apela aos cidadãos, aos profissionais de saúde, à comunidade científica, às empresas e aos governos dos vários países, para que apostem fortemente na prevenção do cancro, na investigação com vista à cura, na partilha do conhecimento e na melhoria dos serviços oferecidos aos doentes e às famílias".

 

A estratégia global contra o cancro assenta na prevenção, deteção precoce, rastreios organizados e acesso aos cuidados de saúde. Desde pequeninos, e aqui a educação deve ter um papel crucial, que a palavra-chave neste campo deve ser "PREVENÇÃO":

 

- Alimentação saudável

- Exercício físico

- Sono de qualidade

 

Se juntarmos a tudo isto, uma vida cheia de amigos e com poucos vícios (nomeadamente, NÃO FUMAR), trabalhamos para afastar esta doença que tanto nos assusta.

Só mais uma dica: estar atento aos sintomas e não faltar aos rastreios aconselhados pelo médico, consoante a idade e o perfil individual! Lembre-se que o cancro é, em muitos casos, evitável, e a sua deteção precoce aumenta a possibilidade de cura!

 

Deixo-vos com o Código Europeu Contra o Cancro, um conjunto de medidas de prevenção a seguir:

 

1 - Não fume. Não use qualquer forma de tabaco.

 

2 - Faça da sua casa uma casa sem fumo. Apoie regras anti-tabágicas no seu local de trabalho.

 

3 - Tome medidas para ter um peso saudável.

 

4 - Mantenha-se fisicamente ativo no dia a dia. Limite o tempo que passa sentado.

 

5 - Tenha uma dieta saudável:
• Coma bastantes cereais integrais, leguminosas, vegetais e frutas.
• Limite os alimentos muito calóricos (com muito açúcar ou gordura) e evite as bebidas açucaradas.
• Evite as carnes processadas (enchidos, carnes fumadas, etc.), as carnes vermelhas e os alimentos com elevado teor de sal.

 

6 - Se consumir álcool, limite o seu consumo. Não consumir bebidas alcoólicas é benéfico para a prevenção do cancro.

 

7 - Evite a exposição excessiva ao sol, especialmente para as crianças. Use protetor solar. Não use solários.

 

8 - No seu local de trabalho, proteja-se de substâncias cancerígenas seguindo as instruções de segurança e saúde.

 

9 - Verifique se está exposto a radiação derivada de altos níveis de rádon natural em casa. Tome medidas para reduzir os níveis elevados de rádon.

 

10 - Para as mulheres:
• A amamentação reduz o risco de cancro da mama. Se puder, amamente o seu bebé.
• A terapêutica hormonal de substituição (THS) aumenta o risco de determinados cancros. Limite o recurso à THS.

 

11 - Assegure-se de que os seus filhos estão vacinados contra:
• Hepatite B (recém-nascidos).
• Vírus do papiloma humano (HPV) (raparigas).

 

12 - Participe em programas organizados de rastreio do cancro para:
• Cancro colo-retal (homens e mulheres).
• Cancro da mama (mulheres).
• Cancro do colo do útero (mulheres).

 

image_2017-02-04_09-07-51.jpeg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:08

Eutanásia em debate

por dicasdefarmaceutica, em 02.02.17

image_2017-02-02_16-48-06.jpeg

 

Esta semana, além do Trump, o debate na Assembleia e nas mesas dos cafés, teve como tema principal, a eutanásia.

Após uma semana de debates e opiniões, parece que  estamos quase todos de acordo com o seguinte: "a despenalização da morte medicamente assistida é um assunto delicado e que deve ser discutido de forma séria e decidido sem pressa".

 

Sobre este assunto, quem tem muito a dizer é a Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos (APCP). Esta Associação alerta para a falta de literacia em saúde da população portuguesa e subscreve o documento “Livro Branco”, desenvolvido pela Associação Europeia de Cuidados Paliativos, que pretende promover a informação pública, e esclarecida, acerca dos cuidados paliativos, sedação paliativa, eutanásia e suicídio assistido.

image_2017-02-02_17-01-24.jpeg

"Reconhecemos que os pedidos de eutanásia e suicídio assistido exigem respeito, atenção e sobretudo cuidado. São complexos na sua natureza, estrutura e alcance e, portanto, impõem respostas diferenciadas, especializadas, numa equipa multidisciplinar preparada, numa relação aberta, de confiança e compromisso. Todos devemos ter acesso a cuidados paliativos e a sedação paliativa pode ser uma opção para muitas condições nas quais os doentes podem solicitar a eutanásia ou suicídio assistido”, defende Manuel Luís Capelas, Presidente da APCP.

 

Segundo a Associação Europeia de Cuidados Paliativos (EAPC), a “sedação paliativa” do doente terminal deve ser distinguida de eutanásia. Na sedação paliativa, o objetivo é aliviar o sofrimento, através da utilização de fármacos sedativos ministrados para controlo do sofrimento perante sintomas refratários, enquanto que na eutanásia, a intenção é tirar a vida do doente, administrando-se um fármaco letal. A Eutanásia e o Suicídio Assistido não fazem parte de nenhum guião terapêutico dos Cuidados Paliativos.

 

Deixo aqui estas considerações sobre este assunto para vossa reflexão. Independentemente das várias opiniões, todos devemos ter direito ao acesso aos Cuidados Paliativos e sabemos que tal não acontece.

Em Portugal existem entre 72 mil e 86 mil doentes a necessitar de cuidados paliativos. De acordo com um estudo apresentado pelo Observatório Português dos Cuidados Paliativos em 2016, dos cerca de 51% dos doentes internados nos hospitais com necessidades paliativas, apenas 7% foram referenciados para equipas de cuidados paliativos.

 

No debate sobre eutanásia não faz sentido haver vencedores e vencidos; o importante é chegar a acordos sobre formas de aliviar o sofrimento humano, seja ele numa fase intermédia da vida ou numa fase terminal. Uma coisa é certa, toda a gente tem direito a um fim de vida com dignidade, sem sofrimento, e isso não está a acontecer no nosso país. 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 17:32

Imagens

Algumas das imagens presentes no blog são retiradas da Web. Na impossibilidade de as creditar corretamente agradeço que, caso alguns dos autores não autorize a sua publicação, entre em contato, para que as mesmas sejam retiradas de imediato.

Termo de responsabilidade

A informação contida neste blog não substitui o aconselhamento médico ou farmacêutico. O objetivo do blog, é informar sobre vários assuntos ligados à saúde em geral, e à farmácia em particular. Os vários temas são abordados de uma forma não exaustiva, acessível ao público em geral.

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Fevereiro 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728

Pesquisar

  Pesquisar no Blog