Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Os 3 Alimentos Top para o Inverno

por dicasdefarmaceutica, em 10.01.17

image_2017-01-10_09-03-59.jpeg

Vem o Inverno e as frutas e vegetais parecen ser menos atrativos nesta época do ano. Contudo, sobretudo com o frio, o cuidado com a alimentação deve ser crucial e manter a diversidade alimentar é muito importante para afastar as temíveis gripes e constipações.

 

Se a alimentação for variada e com produtos frescos, o nosso sistema imunitário irá agradecer, sendo regulado e estimulado de forma mais eficaz. Todos sabemos que as dietas mal conduzidas debilitam fortemente o sistema imunitário e todo o organismo pode sofrer com isso. Se o sistema imunitário estiver fragilizado, será muito mais fácil apanhar os vírus e bactérias que se "passeiam" por aí nesta época do ano.

 

Assim, deixo-vos aqui a minha escola de 3 Alimentos Top do Inverno e que por isso, são os meus preferidos nesta época do ano:

 

1 - Citrinos e Kiwi

                                        image_2017-01-10_09-46-16.jpeg  

Laranjas, tangerinas, clementinas, limões, kiwis, tudo fontes de vitamina C e antioxidantes tão importante para reforçar as nossas defesas. O kiwi é sem dúvida o meu preferido, pois além da ser o "rei da vitamina C", ajuda o trânsito intestinal e é o meu primeiro alimento do dia. 

Os restantes citrinos podem ser comidos ao longo do dia, não descartando a possibilidade dos sumos. Muita gente diz que beber um sumo não é a mesma coisa, mas o que podemos perder é em fibras, pois as vitaminas mantêm-se quando a fruta é espremida. O sumo deve ser feito na hora de consumir, de forma a evitar a oxidação dos elementos ao ar.

 

2 - Sopas                    

image_2017-01-10_09-49-55.jpeg

Nada melhor do que uma sopa para nos aquecer e para preparar o estômago para receber o que vier a seguir. Acho que gosto de todas, passadas, sem ser passadas, com mais ou menos legumes, é sem dúvida o meu prato de eleição desta época do ano.

Habituem-se a ter sopa feita, pois será a maior fonte de nutrientes protetores, dada a possibilidade de conter uma enorme variedade de legumes de todas as cores, benéficos para proteger o nosso organismo e ajudar também no reforço das nossas defesas.

 

3 - Chás e Infusões

                                        image_2017-01-10_09-52-12.jpeg

Toda a hora é boa para um chá ou uma infusão: ao pequeno almoço com a torradinha, a meio da manhã só para aquecer e hidratar e então ao lanche, nada sabe melhor do que o requintado "chá das 5"!

Esta bebida, tão vezes milagrosa, além de nos ajudar a aquecer, hidrata e contribui para uma maior fluidez das secreções, ajudando a expulsar os microrganismos indesejáveis próprios do inverno.

E a infusão ou o famoso carioca de limão antes de ir dormir? Já vi muita gente acordar recomposto de uma suposta constipação só com a "mesinha" da noite.

 

Ficam aqui estas 3 dicas, coisas muito fáceis de ter em casa e fundamentais para ajudar a ter um inverno com mais saúde.

 

Coma bem e variado! Privilegie as frutas e os legumes!

Aqueça-se e hidrate-se! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:01

image_2017-01-07_08-45-55.jpeg

Em Agosto, quando foi a volta a Portugal em bicicleta, fiz AQUI um post sobre a iniciativa do Grupo Estudos Cancro Cabeça e Pescoço (GECCP), que esteve presente em todas as etapas da prova e realizou 1036 rastreios, de que resultaram 42 casos suspeitos para serem avaliados em meio hospitalar.

Esta iniciativa teve como principal objetivo sensibilizar a população para a divulgação dos sintomas, fatores de risco e prevenção deste tipo de cancro.

 

De volta a este assunto, e porque é importante divulgar como é que estes grupos que tentam todos os dias ajudar milhares de doentes, conseguem continuar a trabalhar, a Liberty Seguros entregou no final da Corrida S. Silvestre Cidade do Porto, que decorreu em dezembro, 9.750 euros ao GECCP. Este valor foi conseguido através da venda do "CICLAS", esta mascote engraçada em formato de porta-chaves:

image_2017-01-07_08-56-37.jpeg

Este montante destina-se a financiar um ensaio clínico que o GECCP vai iniciar e que vai permitir comparar métodos de tratamento em doentes com cancro avançado de cabeça e pescoço. Ana Castro, médica oncologista e Presidente do Grupo de Estudos Cancro de Cabeça e Pescoço, agradeceu o apoio dado pela Liberty Seguros a esta causa, bem como o donativo angariado "que irá permitir ao GECCP iniciar um ensaio clinico com radioterapia concomitante com cisplatina semanal vs a cada 3 semanas, que irá permitir avaliar se o regime semanal é menos tóxico que o atualmente usado. Este estudo terá a participação do Instituto di Tumori di Milano, mas será coordenado por Portugal. No final esperamos contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos doentes, diminuindo as toxicidades associadas aos tratamentos”.

 

Conscientes da importância da prevenção e diagnóstico precoce das doenças oncológicas de uma forma geral, a Liberty Seguros recebeu, na sua sede em Lisboa, o GECCP para a realização de uma sessão de esclarecimento sobre a doença, seguida de uma ação de rastreio a todos os colaboradores que manifestaram interesse.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:13

Prevenção Cardiovascular na "Rota dos mercados"

por dicasdefarmaceutica, em 06.01.17

image_2017-01-04_16-40-12.jpeg

 

A Fundação Portuguesa de Cardiologia (FPC) dá início à ação “Rota dos mercados”, uma iniciativa que visa promover a Saúde, com a realização de rastreios cardiovasculares gratuitos, que irão decorrer em alguns mercados portugueses.

 

O primeiro rastreio terá lugar amanhã, dia 7, no Mercado de Alvalade, em Lisboa, entre as 9h00 e as 12h00. 

 

A realização destes rastreios cardiovasculares é uma forma de  sensibilizar a população para a importância do controlo dos principais fatores de risco cardiovasculares e promover a adoção de um estilo de vida mais saudável. O controle dos fatores de risco é  a melhor forma de prevenir as doenças cardiovasculares.

 

Desta forma, a quem aparecer por lá, serão avaliados os níveis de colesterol, glicémia, pressão arterial, o índice de massa corporal e o perímetro abdominal e serão dados muitos conselhos de como adotar uma vida mais saudável.

 

Nada melhor do que um mercado como este para promover este tipo de iniciativas. Aproveite, dê um passeio, faça as suas compras de sábado num mercado local e trate da sua saúde! Ainda por cima, amanhã o sol vai ajudá-lo a sair de casa. 

Bom fim-de-semana!

 

image_2017-01-04_16-56-14.jpeg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:53

image_2017-01-04_23-27-48.jpeg

 

Boas notícias para todos, sobretudo para aqueles que sabem o que é um cancro da cabeça e pecoço, com todas as consequências inerentes à doença.

 

O primeiro medicamento oncológico português começou a ser desenvolvido em Coimbra, em 2010 pela empresa Luzitin.

Os ensaios clínicos tiveram início há cerca de dois anos e meio em doentes para os quais já não existiam soluções terapêuticas para combater o cancro instalado. Esta primeira fase decorreu no Porto, no Instituto Português de Oncologia (IPO) e no Hospital da CUF, com doentes voluntários, com o objetivo de avaliar a segurança (tolerância) e o efeito antirumoral (eficácia) do Redaporfin. É este o nome do fármaco fotossensibilizador, produzido pela primeira vez no nosso país. Podemos orgulharmo-nos de termos gente tão válida a trabalhar na investigação de novos medicamentos e de novos métodos na área da saúde.

 

Os resultados deste ensaio foram surpreendentes. Segundo Sérgio Simões, presidente da Luzitim,"o ensaio foi realizado num grupo restrito de doentes, nos quais se registaram resultados muitíssimo interessantes e que provam que o medicamento é seguro e não desencadeia efeitos secundários severos". Salientou ainda que, no ensaio clínico, foi possível mudar a vida de alguns doentes que estavam em cuidados paliativos, impossibilitados de comer e falar, devido às características do tumor, e que após a terapêutica já conseguiam comer e falar. Fabuloso!

 

Segundo Lúcio Lara Santos, responsável pelo ensaio clínico, do IPO de Porto, além do sucesso no tratamentos dos cancros da cabeça e pescoço, abriu-se a possibilidade de tratamentos para outros tumores sólidos.

Os próximos passos do desenvolvimento do Redaporfin envolvem a realização de um ensaio clínico em colangiocarcinoma, um tipo raro de cancro nas vias biliares, geralmente diagnosticado numa fase muito tardia da doença e que tem vindo a aumentar em Portugal e no mundo.

 

Parabéns a todos que estão a trabalhar nesta investigação! Resta-nos agora  aguardar mais uns anitos para termos o Redaporfin no mercado, a curar muitos doentes.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:47

A importância do Uso Seguro dos Medicamentos em Pediatria

por dicasdefarmaceutica, em 02.01.17

image_2017-01-02_13-09-28.jpeg

Dar medicamentos a crianças requer especial cuidado e é um processo em que os médicos, os pais e os farmacêuticos devem ter um papel interveniente, de forma a que a administração dos mesmos seja feita de forma responsável e segura.

 

Já falei AQUI dos cuidados a ter quando se trata de dar medicamentos a crianças, mas como nunca é demais relembrar, deixo-vos hoje algumas dicas e conselhos para o uso seguro dos medicamentos nesta faixa etária:

 

1. Usar só os medicamentos necessários. Convém lembrar que, por vezes, as crianças choram e queixam-se só para chamar a atenção, por isso, só se deve recorrer aos medicamentos quando são mesmo necessários.

 

2. Nunca usar medicamentos de outras pessoas. Isto deve ser uma regra geral, mas em crianças ainda é mais importante.

 

3. Conhecer bem os nomes e as dosagens dos MNSRM (Medicamentos Não Sujeitos a Receita Médica). Saber o nome da substância ativa é fundamental para diminuir o risco de duplicar a toma do mesmo fármaco, com nomes comerciais diferentes. Isto acontece com frequência com os antipiréticos, como o paracetamol (Ben-u-ron) ou o ibuprofeno (Brufen).

 

4. Nunca dizer às crianças que os medicamentos são rebuçados ou doces. As crianças devem saber que os medicamentos não são guloseimas e não são nenhuma brincadeira.

 

5. Nunca ceder ao adiar a toma de um medicamento ou a diminuir a dose. Quando a criança tiver idade suficiente, deve saber da importância da toma correta de determinado medicamento e deve ser alertada para os possíveis perigos do mesmo.

 

6. Nunca deixar os medicamentos em local acessível às crianças. Ter o cuidado de avisar todos aqueles que visitam a casa (avós, tios, amigos) para fazerem o mesmo.

 

7. Respeitar rigorosamente a dose prescrita, os intervalos entre as tomas e a duração do tratamento.

 

8. A forma de preparação dos medicamentos deve ser feita de acordo com as instruções. O farmacêutico normalmente prepara o medicamento ou explica como fazê-lo. Na dúvida, pergunte! A preparação deve ser rigorosa.

 

9. Utilize sempre os dispositivos de medida que vêm na embalagem original do medicamento. Se tal não acontecer, pergunte ao médico ou ao farmacêutico o que é mais adequado (colher, seringa, copo).

 

10. Armazene os medicamentos de acordo com as instruções.

 

Quando se trata de dar medicamentos às crianças, tem que se ser firme e nunca facilitar. Por isso mesmo, as famílias devem participar ativamente nas decisões relacionadas com a terapêutica.

A comunicação entre os profissionais de saúde e os pais é fundamental na prevenção dos erros. O diálogo com a própria criança, quando já for mais crescidinha, também ajuda muito.

 

Importante também é o alerta para as reações adversas dos medicamentos. O farmacêutico deve alertar acerca das reações adversas mais frequentes e sobre a forma de proceder. Se surgir algum efeito não esperado depois da administração do medicamento à criança, este deverá ser comunicado de imediato a um profissional de saúde.

 

Quando falamos de crianças, o farmacêutico pode ter um papel crucial na ajuda aos pais para o uso correto dos medicamentos. Por vezes, a angústia dos pais perante determinadas situações, faz com que nem tenham ouvido bem os conselhos dados na consulta médica ou na urgência dos hospital. Quando chegam à farmácia surgem as dúvidas e, mesmo que estas não surjam, convém que saiam esclarecidos para que o tratamento tenha o sucesso esperado. O farmacêutico nunca deve pensar que os pais já sabem tudo, mais vale perguntar...

Para provar isto, vou só contar-vos um episódio: um tio meu, pediatra, receitou numa aldeia lá no "fim do mundo", uns supositórios para as dores de ouvidos e febre de uma criança (provavelmente, paracetamol...); passados uns dias, a criança apareceu com um grave problema de ouvidos, pois os supositórios foram colocados onde doía, ou seja, nos ouvidos...parece mentira? Pois é, mas histórias como estas todos temos para contar...

 

Os serviços disponibilizadas nas nossas farmácias para crianças com doenças crónicas, como asma ou diabetes, são fantásticos para ajudar as famílias onde surgem estes problemas. Peçam ajuda!

 

Para saber mais sobre este assunto, consulte AQUI a última publicação do CIM (Centro de Informação do Medicamento) sobre o uso dos medicamentos em pediatria!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:58

Destaques "Dicas de Farmacêutica" 2016

por dicasdefarmaceutica, em 01.01.17

image_2017-01-01_18-13-12.jpeg

Vou destacar meia dúzia de posts de "Dicas de farmacêutica", com os assuntos que considero mais relevantes e que marcaram o ano 2016.

 

1 - Sistema FreeStyle Libre: sem dúvida, o grande lançamento de 2016, o primeiro medidor de glicose que não necessita de picadas nos dedos, o sonho de todos os diabéticos.

image_2017-01-01_18-19-51.jpeg

 

2 - Resultados positivos na aplicação de células estaminais em diversas condições clínicas: os resultados são surpreendentes, nomeadamente em doentes tetraplégicos. Este método começa a dar os seus resultados, surgindo muitas vezes como a única solução para aumentar a qualidade de vida dos doentes.

image_2017-01-01_18-26-18.jpeg

 

3 - Programa solidário "abem": programa que vai permitir aos cidadãos carenciados, referenciados pelas entidades locais, o acesso a toda a terapêutica comparticipada que lhes foi prescrita. Em termos de projetos sociais, escolho este para destacar no início deste ano.

image_2017-01-01_18-04-40.jpeg

 

4 - Continua a aumentar o número de doentes com hepatite C curados: o acesso generalizado aos fármacos inovadores para a hepatite C e os transplantes de fígado que chegam a 250 pessoas por ano, foram o grande destaque de 2016 no dia Mundial das Hepatites.

image_2017-01-01_18-40-40.jpeg

 

5 - Superbactérias resistentes aos Antibióticos: são a principal ameaça à humanidade e foram várias vezes referidas durante o ano 2016 como um grave problema de Saúde Pública.

image_2017-01-01_19-01-03.jpeg

 

6 - Saúde Animal 24: os nossos amigos de quatro patas também têm direito a destaque, com o lançamento da primeira linha telefónica nacional de assistência em saúde veterinária.

image_2017-01-01_18-03-42.jpeg

2017 já chegou e vêm aí de certeza muitas novidades e assuntos para conversarmos aqui no blog.

Bom Ano Novo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:10

Imagens

Algumas das imagens presentes no blog são retiradas da Web. Na impossibilidade de as creditar corretamente agradeço que, caso alguns dos autores não autorize a sua publicação, entre em contato, para que as mesmas sejam retiradas de imediato.

Termo de responsabilidade

A informação contida neste blog não substitui o aconselhamento médico ou farmacêutico. O objetivo do blog, é informar sobre vários assuntos ligados à saúde em geral, e à farmácia em particular. Os vários temas são abordados de uma forma não exaustiva, acessível ao público em geral.

Pág. 2/2



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Janeiro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Pesquisar

  Pesquisar no Blog