Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




image.jpeg

Ontem falei da importância do auto-exame da pele (ver AQUI). Mas, o que devemos mesmo procurar?

 

Procure na sua pele os sinais que:

- Sofreram alguma alteração de tamanho, cor e/ou forma

- Têm aspeto diferente dos restantes

- São assimétricos e têm bordos irregulares

- São ásperos ou escamosos (muitas vezes, estas lesões podem sentir-se antes que elas sejam visíveis)

- Têm várias cores

- Dão vontade de coçar

- Sangram ou libertam líquido

- Têm aspeto rosado

- Parecem uma ferida, mas não cicatrizam

 

Fala-se de cancros de pele e não de cancro de pele porque, podemos dizer que existem 4 tipos de cancros de pele:

 

1. Melanoma

Felizmente, é o tipo menos comum de cancro de pele, mas também é o mais perigoso. Pode afetar pessoas de qualquer idade, ao contrário dos outros tipos, que são mais comuns nas pessoas mais idosas. 

Pode ser um sinal que se torna pigmentado de escuro ou desenvolve bordos irregulares ou cores diferentes ao longo do tempo.

image.jpeg

Pode também apresentar-se como uma protuberância de crescimento rápido, rosa ou avermelhada.

image.jpeg

O grande problema do melanoma é que pode difundir-se internamente, pelo que é necessário tratamento imediato.

 

2. Carcinoma Basocelular

Este é o tipo mais comum de cancro de pele, mas também é o menos perigoso.

Apresenta-se muitas vezes como um nódulo elevado, da cor da pele, com bordos brilhantes e aspeto perolado.

image.jpeg

É muito comum apresentar-se como uma ferida que não cicatriza.

image.jpeg

Ou apresentar-se como uma protuberância ligeiramente dura e rugosa que cresce lentamente ao longo do tempo.

image.jpeg

Este tipo de cancro deve ser tratado, pois quando tal não acontece, pode também invadir os tecidos mais profundos e tornar-se perigoso.

 

3. Carcinoma Espinocelular

Este é o segundo tipo de cancro de pele mais comum. Ocorre sobretudo em áreas da pele que tenham tido uma elevada exposição ao sol, como a face e o couro cabeludo.

Apresenta-se como um nódulo duro, que pode crescer rapidamente, tornar-se ulcerado e exsudativo.

image.jpeg

Este tipo de cancro de pele pode difundir-se rapidamente, especialmente no caso dos lábios, orelhas, dedos das mãos e dos pés, ou em indivíduos imunodeprimidos.

O tratamento cirúrgico para remover as lesões é essencial.

 

4. Queratose Actínica

Ocorre mais frequentemente em pessoas de mais idade e nas áreas mais expostas ao sol, como a face, pescoço, orelhas, dorso das mãos e couro cabeludo.

Apresenta-se como manchas vermelho-acastanhadas escamosas e rugosas.

image.jpeg

Estas lesões estão aqui incluídas porque, apesar de não serem cancro, são lesões pré-cancerosas. Em 10 a 15% dos casos, podem evoluir para carcinomas espinocelulares, daí a importância do seu diagnóstico e tratamento.

 

As informações contidas neste post foram retiradas do folheto informativo e cartaz da campanha 2016 do dia dos Cancros de Pele e do Euromelanoma (11 de Maio).

Achei importante que os leitores do blog, sobretudo os farmacêuticos, pudessem rever ou aprender um pouco mais sobre estas lesões, pois o aconselhamento nesta área é fundamental, tanto na prevenção, como no encaminhamento para a consulta médica. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:15

Imagens

Algumas das imagens presentes no blog são retiradas da Web. Na impossibilidade de as creditar corretamente agradeço que, caso alguns dos autores não autorize a sua publicação, entre em contato, para que as mesmas sejam retiradas de imediato.

Termo de responsabilidade

A informação contida neste blog não substitui o aconselhamento médico ou farmacêutico. O objetivo do blog, é informar sobre vários assuntos ligados à saúde em geral, e à farmácia em particular. Os vários temas são abordados de uma forma não exaustiva, acessível ao público em geral.


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Maio 2016

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Pesquisar

  Pesquisar no Blog