Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Vamos atacar a borbulha com um lápis

por dicasdefarmaceutica, em 29.12.15

 

image.jpeg

Já não são novidade, mas muita gente ainda não os conhece; chamam-se lápis ou sticks corretores e servem para disfarçar aquela imperfeição ou borbulha que aparece à última da hora e que só apetece espremer. Contudo, sabemos que essa tentação tem que ser controlada, pois se tal acontecer, então é a desgraça total...

 

Estes lápis milagrosos devem estar sempre à mão, de forma a disfarçar a imperfeição a qualquer hora do dia. Existem vários no mercado, vou dar apenas alguns exemplos.

 

Cleanance Spot localizado da Avène

Especialmente indicado para peles oleosas, com tendência acneica, que apresentam imperfeições localizadas. Tem um efeito secante, purificante, desincrustante e matificante, por isso, além de disfarçar a imperfeição, ajuda a curar. É muito fácil de utilizar. A Avène também tem sticks corretores com cor, mas estes apenas servem para disfarçar.

 

Hyseac be-stick Uriage

Este stick consegue tratar e camuflar as borbulhas, favorecendo o seu rápido desaparecimento. É composto por duas partes: o stick, que disfarça as imperfeições através da cor e o pincel, que contém uma loção de tratamento com acção queratolitica, anti-seborreica e calmante, que trata a imperfeição.

 

Eucerin dermo Purifyer cover stick

Trata-se de um tratamento tópico, que reduz e cobre as imperfeições e acalma a pele. Tem na sua composição ácido salicílico que, quando usado diariamente na pele afetada, tem um efeito comedolítico, abrindo os poros obstruídos e alisando a pele.

 

Keracnyl stick da Ducray

Este stick tem a particularidade de ter cor, tendo um efeito "máscara" muito natural. Também é um cuidado 2 em 1, pois seca e favorece o desaparecimento das imperfeições, disfarçando-as.

 

image.jpeg

As adolescentes são fãs destes lápis, muitas vezes disfarçados no meio dos outros, no vulgar estojo da escola.

 

Se pretende experimentar um destes sticks, dirija-se à farmácia e solicite ajuda ao farmacêutico, que poderá aconselhá-lo na gama mais apropriada à sua pele. Nunca se esqueça, que muito mais importante do que disfarçar, é tratar.

Tratar a pele desde muito cedo é o sucesso de uma pele bonita. Com acne, os cuidados de limpeza devem ser ainda maiores, por isso, se sofre com essas malvadas borbulhas, veja AQUI como cuidar da sua pele.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:34

Beber água às refeições engorda?

por dicasdefarmaceutica, em 27.12.15

 

image.jpeg

 

A água bebida às refeições não engorda, aliás, a água nunca engorda, pois não tem calorias.

 

Beber água às refeições até tem vantagens:

- Ficará saciado mais rápido, já que a água ocupa espaço no estômago e, desta forma, até pode não lhe apetecer comer tanto. Um bolo alimentar mais volumoso vai dar-lhe a sensação de saciedade.

- Beber água às refeições pode também ajudá-lo a prevenir a obstipação e a barriga inchada, mantendo o aparelho digestivo lubrificado.

- A água dilui as enzimas e o ácido clorídrico necessários à digestão, podendo facilitar a mesma.

 

Como com tudo, a moderação é importante e o que faz bem não é encher-se de água, mas sim beber 1 ou 2 copos e deixar a restante quantidade (cerca de 1,5 litros) para ir ingerindo ao longo do dia, no intervalo das refeições.

Beber água faz bem, mas beber bebidas açucaradas e/ou gaseificadas já é péssimo, engorda e só faz mal à saúde e à linha...

Também há que ter em atenção que, apesar de não engordar, a água em excesso pode ser prejudicial. Pessoas com problemas renais, por exemplo, devem perguntar ao médico qual a quantidade de água que podem ingerir ao longo do dia.

 

Eu normalmente não tenho sede, mas criei alguns hábitos para ter a certeza que bebo água suficiente durante o dia. Sabendo que cada copo tem aproximadamente 250 ml, tento beber 6 copos de água (1,5 L), distribuídos da seguinte forma:

- 1 copo em jejum

- 1 copo a meio da manhã (com o café)

- 1 copo ao almoço

- 1 copo a meio da tarde (este normalmente substituo por chá)

- 1 copo ao jantar

- 1 copo ao deitar

Já tentei andar sempre com uma garrafa de água atrás, mas comigo isso não funciona. Cada pessoa deve criar os seus hábitos, de forma a assegurar a quantidade de água suficiente, dependendo da altura do ano (com altas temperaturas, convém beber mais) e da quantidade de alimentos ricos em água, ingeridos ao longo do dia. 

Deve ter-se uma atenção especial às crianças e idosos, pois desidratam com mais facilidade.

 

Em conclusão, a água é essencial para a manutenção da beleza e para o bom funcionamento do organismo e não engorda, mesmo quando é bebida às refeições. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:18

FELIZ NATAL!

por dicasdefarmaceutica, em 25.12.15

image.jpeg

 

Para todos os leitores de "Dicas de Farmacêutica", aqui ficam 3 dicas para esta época:

1 - Muita SAÚDE!

2 - Muito AMOR!

3 - Muita ALEGRIA!

 

FELIZ NATAL!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:58

Durex quer emoji do preservativo para promover sexo seguro

por dicasdefarmaceutica, em 23.12.15

image.jpeg

Que tal o anúncio da Durex deste Natal? Oh! Oh! Oh!

 

Esta marca de preservativos submeteu para apreciação do Unicode Consortium a sua ideia de criar um emoji em forma de preservativo. Na realidade, apesar de existirem muitos emojis que podem ser usados como símbolos sugestivos, não existe nenhum ícone que represente o preservativo.

 

E porque não? Existem emojis para tudo, e há cada vez mais gente que se identifica com esta forma de comunicar, através de textos, acompanhados de "bonequinhos" às cores. 

image.jpeg

De acordo com o comunicado publicado pela Durex, este emoji “permitirá aos jovens ultrapassarem a vergonha em torno da discussão sobre sexo seguro, encorajar conversas e aumentar a sensibilização para a importância de usar preservativos para proteger contra infeções transmitidas sexualmente.”

 

Deixo-vos com o vídeo:

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:47

PETABLE - A App que o ajuda a cuidar do seu animal

por dicasdefarmaceutica, em 22.12.15

image.jpeg

Tratar dos nossos "patudos" é sempre uma prioridade e esta aplicação pode ser uma boa ajuda para termos sempre tudo em dia e vivermos em pleno o prazer de ter um animal de estimação.

Através da PETABLE, podemos estar ligados a uma clínica veterinária que, sempre que se justifique, enviará lembretes sobre os vários cuidados que tem que ter com o seu patudo, como por exemplo, datas de vacinações, desparatizações e consultas.

Também pode não estar ligado a nenhuma clínica e fazer os seus próprios lembretes.

 

Como começar a usar a PETABLE?

1 - Faça download na App Store ou na Play Store.

2 - Associe-se à sua clínica veterinária ou escolha usar a App sem associação.

3 - Crie a ficha do seu animal.

4 - Edite as datas do plano de saúde do seu animal.

image.jpeg

 

image.jpeg

Vai ser muito mais fácil termos sempre à mão o "cartão de cidadão" do nosso animal com todas as informações que a ele dizem respeito.

 

image.jpeg

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:08

Suplementos de cálcio geram polémica

por dicasdefarmaceutica, em 19.12.15

image.jpeg

Em organismos onde falta cálcio, pode haver osteoporose, propensão a fraturas, além de outros sintomas não relacionados com os ossos. Para suprir as necessidades, algumas pessoas ingerem suplementos de cálcio, além da alimentação.

O problema é que nem sempre a necessidade realmente existe, e o excesso de cálcio também pode ser prejudicial, podendo originar pedra no rim e até alguns problemas cardíacos.

 

Então, será que beber muito leite também é prejudicial, devido ao excesso de cálcio? Não, porque o cálcio obtido via alimentos é mais facilmente digerido.

Ao contrário,  basta um ou dois comprimidos (suplementos) além do necessário para que o cálcio se acumule nos rins e forme as conhecidas pedrinhas. 

 

E porquê só agora esta polémica em torno do suplemento de cálcio "Calcitrin"? Porque está a ser demais: convidar as pessoas a comprar embalagens de suplementos para oferecer aos amigos no Natal, ultrapassou tudo o que é aceitável em termos de propaganda de suplementos.

A publicidade relativa a suplementos já é bastante discutida, mas esta, como referiu o bastonário da Ordem dos Farmacêuticos, passa os limites e, além disso, "não tem qualquer base científica, não estando demonstrado que o uso de suplementos de cálcio possa diminuir as fraturas ósseas, os problemas ósseos resultantes de quedas e que reforcem as articulações".

 

Como tenho referido sempre que falo de suplementos alimentares, eles existem e fazem falta, mas têm que ser sempre aconselhados por médicos ou farmacêuticos que, mediante algumas questões, podem avaliar a necessidade ou não do referido suplemento para cada pessoa, consoante o seu estado de saúde.

 

O médico só aconselha suplementos de cálcio quando, após alguns exames, chega à conclusão da necessidade desse elemento. 

Como é que os "sabichões" podem aconselhar a compra deste suplemento para oferecer aos amigos como presente de Natal? Só falta distribuir uns comprimidinhos para a ceia...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:39

image.jpeg

Alguns doentes vão poder começar a levantar os medicamentos para o cancro e para o HIV, numa farmácia próxima da sua residência. 

 

Nem todas as farmácias vão ter acesso a estes medicamentos e nem todos os doentes poderão comprá-los nestes estabelecimentos. Haverá uma seleção das farmácias e dos doentes, pelo menos numa primeira fase.

 

Esta medida agrada a muita gente, mas sobretudo aos doentes, pois o incómodo de se deslocarem ao hospital propositadamente para levantarem a medicação, pode ser muito incómodo, além de dispendioso em transportes.

 

É mais um passo que visa melhorar a adesão à terapêutica, da qual pode resultar uma melhoria dos resultados clínicos. Estes doentes são, geralmente, particularmente fragilizados, e qualquer medida que lhes possa facilitar a vida, é de extrema importância para a sua qualidade de vida.

 

Claro que esta medida só terá sucesso se existir uma grande articulação entre a farmácia, o médico hospitalar que segue o doente e o próprio doente. 

 

A venda destes medicamento nas farmácias comunitárias arranca já no próximo ano, mas como "experiências piloto" em algumas farmácias selecionadas.

Estou certa que vai correr bem. Os serviços da farmácia de rua continuam a crescer e os doentes sabem que os farmacêuticos estão sempre lá, para lhes darem o apoio que tantas vezes necessitam

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:40

image.jpeg

Parece que, finalmente, estará para breve uma medida há muito tempo em discussão: as embalagens dos medicamentos genéricos vão ser todas iguais, em cores ou tamanhos, destacando-se o nome da substância activa e não o nome da marca. A marca terá um destaque reduzido.

Até agora, as embalagens dos genéricos caracterizam mais a marca associada do que o princípio activo do medicamento. Por vezes, só sabemos que são genéricos porque são identificados pela sigla MG.

 

Os utentes, sobretudo os mais idosos, reconhecem os medicamentos pela cor e pela embalagem. Como não conseguimos que os comprimidos com a mesma substância activa sejam todos da mesma cor, se tiverem embalagens semelhantes podem-se evitar confusões devidas à troca permanente das mesmas.

Se todas as sinvastatinas 20mg, por exemplo, tiverem uma embalagem do mesmo tamanho e forem todas verdes e brancas, talvez seja mais fácil a sua identificação, para os tantos milhares de doentes que não sabem ler e não conseguem identificar os vários medicamentos que tomam. 

Esta medida também pode facilitar o atendimento e o papel dos cuidadores, pois podem- se arranjar estratégias diferentes quando se fazem os quadros com as posologias prescritas, colocando nas observações, por exemplo, alguma referência à embalagem.

 

image.jpeg

 

Já que estou a falar de genéricos, por vezes, questionam-me como saber se os medicamentos que tomam têm genérico. Primeiro, tanto o médico como o farmacêutico devem informar o utente sobre a existência de medicamentos genéricos comparticipados pelo Serviço Nacional de Saúde e sobre aquele que tem o preço mais baixo.

Além disso, o Infarmed disponibiliza uma linha gratuita (800 222 444), todos os dias úteis, das 9 às 13 horas e das 14 às 17 horas, através da qual toda a gente pode aceder a esta informação. O Infarmed disponibiliza ainda uma aplicação informática – Pesquisa MG - onde poderá pesquisar se existem Medicamentos Genéricos para o seu medicamento e consultar o preço de todos os medicamentos.

 

Quando falamos que 50% dos medicamentos não são corretamente usados pelos doentes, todas as medidas que venham melhorar esta situação são bem vindas.

Tanto a Apogen (Associação Portuguesa de Medicamentos Genéricos) como a Ordem dos Médicis aplaudem esta iniciativa de mudança das embalagens dos genéricos.

O uso responsável dos medicamentos tem que ser uma preocupação constante de todos nós, pois só assim conseguiremos poupar dinheiro e, ao mesmo tempo, aumentar a eficácia dos medicamentos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:09

image.jpeg

 

Vai começar a correria aos centros comerciais para os presentes de Natal. Que tal uma passagem nos deliciosos hamburgers h3? Eu nem sou muito fã de hamburgers e este post não tem como objetivo publicitar a dita cadeia, mas sim uma campanha solidária, que vai estar presente até ao dia 23 deste mês. Pois é, por apenas 2€, pode adquirir um barrete azul num restaurante h3, revertendo este valor inteirinho para a Associação Salvador. Este ano, o pai Natal lá de casa pode mudar a cor do barrete e ser solidário com esta causa.

 

"A Associação Salvador tem como missão promover a integração das pessoas com deficiência motora na sociedade e melhorar a sua qualidade de vida."

 

Quem estiver longe dos centros comerciais, em vez de comprar o barrete azul, pode ligar para a linha 760 105 060 e também está a ajudar.

 

image.jpeg

 

Aqui fica o vídeo desta campanha, que tem como mote "Vamos dar outra cor ao Natal das pessoas com deficiência motora".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:05

Uma nova esperança para quem sofre de Fibromialgia

por dicasdefarmaceutica, em 14.12.15

image.jpeg

 

Devido à dificuldade de um correto diagnóstico, durante muito tempo, alguns (inclusive médicos) consideravam a fibromialgia uma "não doença", chamando-lhe mesmo de "manias" ou "paranóias" de quem se queixava de "tudo e de nada". Consideravam que se tratava de uma dor psicológica e mais nada. Mas que doía, doía...

 

Hoje sabe-se que se "trata de uma doença crónica, que predomina no sexo feminino (relação mulher / homem - 10/1), caracterizada por dor generalizada , fadiga, sono não reparador e hipersensibilidade dolorosa". A depressão e a ansiedade são comuns em doentes com fibomialgia.

 

O diagnóstico continua a ser baseado sobretudo na história clínica do doente, não havendo exames ou análises específicas para confirmar esse diagnóstico.

 

Além das várias terapias não medicamentosas aconselhadas para aliviar os sintomas (técnicas de relaxamento, exercício físico, massagens e muitas outras), estes doentes tomam frequentemente analgésicos, antidepressivos, antiepilépticos com acção analgésica e miorrelaxantes.

 

Surgiu recentemente um novo estudo, publicado no jornal Plos One, que mostra que a oxigenoterapia hiperbárica* (OHB) pode ajudar a tratar a fibromialgia. Mas como?

Esta terapia faz com que chegue mais oxigénio à corrente sanguínea e, consequentemente, ao cérebro. Como é frequente a fibomialgia ter o seu início após uma lesão cerebral traumática, neste caso, a exposição ao oxigénio hiperbárico pode levar à cura completa da doença.

Quando as causas são outras, também há benefícios com esta terapia, pois um estudo clínico envolvendo mulheres diagnosticadas com fibromialgia, demonstrou que todas melhoraram, em termos de dor, após dois meses de tratamento.

 

"As ressonâncias magnéticas efectuadas ao cérebro antes e depois do tratamento confirmaram a teoria de que condições anormais nas áreas do cérebro relacionadas com a dor, podem ser responsáveis pela fibromialgia."

A fibromialgia não é uma doença de gente com "manias", mas no que à dor diz respeito, o cérebro é que a "comanda".

 

Esta nova abordagem em termos de terapia pode trazer uma nova esperança para quem sofre com esta doença, mas também para as inúmeras dores crónicas atribuídas a outras causas e que tanto impacto têm no dia-a-dia de milhões de pessoas em todo o mundo.

 

image.jpeg

 

image.jpeg

*A oxigenoterapia hiperbárica ou OHB é uma modalidade terapêutica na qual um paciente é submetido à inalação de oxigénio puro a uma pressão maior que a pressão atmosférica dentro de uma câmara herméticamente fechada com paredes rígidas (câmara hiperbárica).

A oxigenoterapia hiperbárica tem a sua génese associada à prática do mergulho, mas tem sido utilizado noutros tratamentos como por exemplo, lesões devidas à radioterapia, intoxicação por monóxido de carbono (CO), surdez súbita e feridas crónicas de difícil cicatrização (ex. pé diabético).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:48

Imagens

Algumas das imagens presentes no blog são retiradas da Web. Na impossibilidade de as creditar corretamente agradeço que, caso alguns dos autores não autorize a sua publicação, entre em contato, para que as mesmas sejam retiradas de imediato.

Termo de responsabilidade

A informação contida neste blog não substitui o aconselhamento médico ou farmacêutico. O objetivo do blog, é informar sobre vários assuntos ligados à saúde em geral, e à farmácia em particular. Os vários temas são abordados de uma forma não exaustiva, acessível ao público em geral.

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Dezembro 2015

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Pesquisar

  Pesquisar no Blog