Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Distúrbios alimentares: Anorexia e Bulimia

por dicasdefarmaceutica, em 18.06.14

Ontem falei Aqui dos sinais de alerta dos distúrbios alimentares na adolescência, os quais podem levar a doenças graves, como a anorexia e a bulimia.

Nas farmácias, na realidade, não é habitual lidarmos com estes casos extremos, pois já estão encaminhados para os especialistas. No entanto, convém estarmos informados para podermos ajudar e aconselhar familiares e amigos a lidar com estas situações.

 

ANOREXIA

 

Com o receio de engordar, rejeitam alimentos, comem cada vez menos e vão perdendo peso. Cada quilo perdido é encarado como uma vitória pessoal. Fazem dietas radicais e praticam exercício de forma exaustiva, com o objetivo de emagrecer cada vez mais.

É uma doença que fragiliza a saúde e pode levar à morte, em casos extremos.

Coração, fígado e rins podem deixar de funcionar se a pessoa não comer o suficiente; o metabolismo desacelera, causando quebras na pressão sanguínea, no ritmo cardíaco e nos movimentos respiratórios. A anemia é frequente e a menstruação é interrompida. Casos de depressão são também muito comuns.

A negação da evidência é uma reação típica dos jovens anoréticos.

 

Imagens de modelos que nem vou comentar...

BULIMIA

 

Trata-se de outro transtorno alimentar resultante de uma insatisfação com o próprio corpo, em que a pessoa come exageradamente num espaço curto de tempo. Após o episódio de compulsão, o bulímico força o vómito, utiliza laxantes e diuréticos ou pratica exercícios físicos constantes e intensos para eliminar toda a comida ingerida.

As dores de estômago são frequentes, os dentes perdem o esmalte (presença excessiva de ácidos provocada pelos vómitos), as glândulas salivares expandem-se e o rosto parece inchado. A menstruação é interrompida e a regularidade do vómito pode levar a défices de potássio, facilitando problemas cardíacos.

 

 

Ambas as doenças precisam de tratamento multidisciplinar: psiquiatras, terapeutas, médicos de clínica geral, pediatras, nutricionistas e endocrinologistas dão o suporte adequado para diminuir os quadros associados a estas doenças.

 

O acompanhamento familiar desde o início é primordial para o sucesso da cura. Para ajudar as famílias das vítimas a enfrentar estas doenças nasceu a Associação dos Familiares e Amigos dos Anoréticos e Bulímicos (AFAAB).

 

Desenganem-se os que pensam que estas são doenças apenas de adolescentes. A procura de um corpo dito "perfeito" faz com que muitos adultos (sobretudo mulheres) possam cair neste exagero e contrair uma destas doenças.

publicado às 18:54

Crescer implica mudanças no corpo e na mente. Se muitos se sentem bem com o "novo" corpo, outros nunca gostam do que vêem ao espelho por mais bonito que seja.

Normalmente, são as raparigas as mais vulneráveis às pressões sociais e culturais e, muitas vezes, a obsessão de perder quilos, conduz a comportamentos extremos, que pode levar a graves distúrbios alimentares.

Os familiares e amigos devem estar muito atentos aos sinais de alerta, conseguindo evitar situações extremas de doença, como a anorexia e a bulimia.

 

Sinais de alerta:

- Emagrecimento rápido sem causa aparente.

- Grandes oscilações de peso.

- Redução da quantidade de alimentos ingeridos ou escolha permanente de alimentos de baixo valor calórico.

- Desculpas permanentes para não comer.

- Cortar os alimentos em pedaços mínimos e espalhar a comida no prato.

- Prática excessiva de exercício físico.

- Ingestão de grandes quantidades de comida de uma forma compulsiva.

- Provocar o vómito.

- Uso de laxantes e diuréticos.

- Irritabilidade emocional e alterações de humor.

- Tendência para o isolamento social.

- Amenorreia (ausência de menstruação) ou irregularidades menstruais nas raparigas.

- Perda de erecção nos rapazes.

- Atitude crítica em relação à imagem e ao corpo.

 

Amanhã voltarei a este assunto para vos falar da anorexia e da bulimia. Estejam atentos!

publicado às 19:44

Cortar comprimidos ao meio

por dicasdefarmaceutica, em 16.06.14

Todas as semanas preparo medicação para cerca de 50 pessoas e um dos meus problemas é cortar comprimidos ao meio, o que, infelizmente, é uma prática comum. Utilizo um cortador de comprimidos apropriado mas, mesmo assim, não gosto desta prática.

Falo com os médicos dos doentes em causa, tentam ajustar alguma posologia dos medicamentos mais difíceis de cortar, mas há casos em que não há alternativa:

- Quando não há no mercado a dosagem prescrita para o doente.

- Em casos de aumento ou diminuição gradual da dose.

 

Por vários estudos efetuados, sabe-se que cortar um comprimido pode não garantir a dose correta do tratamento, pois em nenhum teste realizado as duas metades têm a mesma quantidade de princípio ativo; parte pode também perder-se durante a quebra.

Assim, quando um comprimido é cortado, a dose é alterada e isso pode ter riscos para a saúde.

 

REGRAS PARA CORTAR COMPRIMIDOS:

 

1 - O comprimido não pode ter nenhum revestimento e tem que ter homogeneidade (quantidade de princípio ativo igual em todas as partes do comprimido). A grande maioria dos comprimidos que se podem cortar têm uma linha ao meio.

2 - Utilizar um cortador próprio para comprimidos. Normalmente, trata-se de uma caixa de comprimidos, que tem incluída uma lâmina de aço.

3 - Não cortar comprimidos revestidos, pois alguns nem sequer se consegue e outros esfarelam-se todos. O revestimento é uma "capa" que protege o princípio ativo de fatores como a humidade, luz, mas sobretudo do suco gástrico.

4 - Não cortar nem abrir cápsulas (o conteúdo da cápsula só deve ser libertado no estômago após a abertura da mesma dentro do organismo).

5 - Não partir comprimidos de libertação modificada (aqueles que trazem as letras XR, SL, SR, ...). A velocidade de libertação do princípio ativo destes medicamentos é modificada, consoante o efeito desejado e nunca devem ser partidos.

 

6 - Não armazenar metades de comprimidos, pois isto pode comprometer a estabilidade do medicamento. Tentar partir só na altura da toma.

 

7 - NÃO PARTA COMPRIMIDOS SEM TER A CERTEZA QUE É SEGURO FAZÊ-LO. PERGUNTE AO SEU MÉDICO OU AO SEU FARMACÊUTICO.

publicado às 18:18

Uma dádiva de sangue ao passear na Costa de Caparica...

por dicasdefarmaceutica, em 15.06.14

Ontem, no meu passeio de fim de tarde, depararei-me com uma camioneta em frente do hotel Costa da Caparica, com alguma animação "star wars", com o objetivo de angariar dadores de sangue e dadores de medula óssea...causa tão nobre num dia com tanto calor e mesmo em frente à praia...

Em conjunto com o Instituto Português do Sangue, a legião 501 estava a sensibilizar os jovens e adultos visitantes a salvarem vidas.

 

 

 

DADORES DE SANGUE

 

Uma dádiva de sangue consiste na colheita de cerca de 450ml de sangue. O sangue doado é rapidamente reposto pelo nosso organismo. Não há qualquer possibilidade de contrair doenças através da dádiva de sangue, pois todo o material utilizado é estéril e descartável e usado uma única vez.

 

Requisitos para dar sangue:

- Ter pelo menos 50Kg

- Ter idade superior a 18 anos

- Ser saudável

 

AB+ Recetor Universal

O - Dador Universal

 

Os homens podem dar sangue de 3 em 3 meses e as mulheres de 4 em 4 meses.

As dádivas de sangue são voluntárias e não renumeradas.

Se se sentir uma pessoa saudável e se quiser dar sangue, deve dirigir-se a um centro de recolha, fazer um exame médico e depois é muito fácil: não dói, no fim toma uma curta refeição e vai sentir-se muito bem!

 

DADORES DE MEDULA

 

Para doentes com leucemia e alguns tipos de linfomas, o transplante de medula óssea é um problema muito grave, pois a possibilidade de encontrar um dador compatível é muito difícil, daí a enorme importância desta dádiva.

 

Requisitos para dar medula:

- Ter pelo menos 50Kg

- Ter entre 18 e 45 anos

- Ser saudável

 

Para ser um potencial dador, basta preencher um inquérito, fazer uma pequena recolha de sangue e, se tudo estiver bem, fica inscrito numa base de dados nacional e internacional (Registo Portuguêsde Dadores de medula Óssea), que é pesquisada diariamente para todos os doentes que necessitam de transplante.

 

Consulte o Aqui o site do Instituto Português do Sangue e da Transplantação e,

Se prenche os reequisitos necessários, pense nisto:

- Torne-se Dador de Sangue

- Registe-se como Dador de Medula Óssea

publicado às 18:36

Novidade polémica: que tal beber um protetor solar?

por dicasdefarmaceutica, em 14.06.14
Li uma notícia que me surpreendeu e que quero partilhar convosco: que tal beber um protetor solar?

Uma marca norte-americana, chamada Osmosis Skincare, criou um produto para ingerir que protege a pele dos raios solares; dizem que contém moléculas que atuam na pele, protegendo-a em 97% dos raios UVA e UVB e que oferece uma proteção equivalente ao fator 30.

O produto de nome Harmonized H2O deverá ser ingerido de 4 em 4 horas, de preferência com água.

Na realidade, não se entusiasmem e, por enquanto, continuem a pôr os vossos cremes protetores, pois os cientistas alertam para a segurança deste produto e dizem ter que haver cuidado na sua utilização, uma vez que os efeitos ainda não estão comprovados.

Olhem que a ideia até é boa! Pode ser que a ciência nos dê melhores notícias sobre este assunto nos próximos tempos...

publicado às 19:47

Consciência Internacional sobre o cancro da pele

por dicasdefarmaceutica, em 13.06.14

Já falei de prevenção do cancro da pele aqui no blog, mas como é um tema demasiado importante, resolvi voltar ao assunto.

 

Campanhas de prevenção dos vários tipos de cancro são feitas por toda a Europa.

Ainda há dois dias, em Espanha, em plena Gran Via de Bilbau, assisti a uma campanha de prevenção do cancro da pele. Vários especialistas falavam para alguns jornalistas e para quem passava do que é o cancro da pele mas, sobretudo, de como o prevenir.

A Liga Portuguesa contra o Cancro também tem uma enorme preocupação com a prevenção do cancro da pele. Todos os anos são feitas campanhas para informar e sensibilizar toda a população para uma adequada proteção solar.

O mês passado foi feito um projeto em parceria com a "Garnier Ambre Solaire", chamada "Hora do Sol Saudável", com o objetivo de sensibilizar os alunos mais novos para este assunto.

Esta campanha parte do princípio de que o Sol é indispensável à vida e que os raios solares nos ajudam a fabricar a vitamina D, fundamental para o desenvolvimento ósseo." "Por outro lado, pretende também mostrar que o Sol em excesso é perigoso e ensinar a população a distinguir entre exposição solar benéfica e exposição solar excessiva e perigosa, através das 15 regras divulgadas pela “Hora do Sol Saudável”, que reproduzo aqui na íntegra:

 

1 - A radiação solar que provoca queimadura solar e é cancerígena é a radiação ultravioleta.

 

2 - Em Portugal, deve-se evitar estar exposto diretamente ao sol entre as 11.30h e as 16.30h.

 

3 - A aplicação de protetor solar não dispensa a utilização de vestuário apropriado, chapéu e óculos de sol quando exposto à radiação solar.

 

4 - A pele tem memória da radiação solar ao longo da vida e o excesso de radiação solar provoca envelhecimento precoce e cancros de pele.

 

5 - As queimaduras solares na adolescência/início da idade adulta predispõem para o melanoma (cancro de pele agressivo).

 

6 - Pessoas de pele clara, olhos azuis/verdes, cabelos claros reagem ao sol com queimadura solar e devem aplicar regularmente protetor solar de índice elevado na pele descoberta.

 

7 - A exposição solar deve ser gradual e deve evitar-se a exposição prolongada com queimadura solar.

 

8 - A radiação ultravioleta é retida pela areia e pela água, pelo que, mesmo à sombra do chapéu, se deve utilizar protetor solar na pele não coberta pelo vestuário.

 

9 - Os óculos de sol e o chapéu que cubra as orelhas e pescoço devem ser utilizados para proteger a retina e a cabeça, orelhas e pescoço da radiação solar.

 

10 - A aplicação de protetor solar deve ser renovada depois de tomar banho de mar ou piscina.

 

11 - O protetor solar deve ser aplicado em casa, renovando-se a aplicação quando se chega à praia e a intervalos regulares durante a exposição solar (após o banho, jogo na praia, etc...).

 

12 - Pessoas de pele clara devem escolher protetores com índice de proteção elevado (igual ou superior a 20 ou 30), no caso das crianças sempre com índice de proteção 50.

 

13 - Estamos sempre expostos à radiação UV (na praia, no campo, durante a prática de desporto ou trabalho ao ar livre).

 

14 - Mesmo quando o tempo está enevoado, continua a haver radiação UV. 

 

15-  Horas "seguras" são aquelas em que a nossa sombra é maior do que nós próprios ("regra da sombra”).

 

publicado às 17:54

Passatempo Caudalie

por dicasdefarmaceutica, em 12.06.14
Antes de mais, quero agradecer a todos a vossa participação no referido passatempo. Só com a vossa participação, estes "jogos" valem a pena...

Conforme prometido, anuncio hoje a vencedora do passatempo Caudalie: é a Sofia Vieira, de Coimbra. Parabéns!!!


Estejam atentos, continuem a seguir o blog e surgirão mais passatempos.

publicado às 18:15

Micose das unhas

por dicasdefarmaceutica, em 11.06.14

As micoses da unhas, também chamadas onicomicoses, são infeções das unhas causadas por fungos.

As fontes destas infeções podem ser: o solo, animais, outras pessoas (contágio) ou material de manicure ou pedicure mal desinfetado.

 

As unhas mais frequentemente afetadas são as unhas dos pés, pois estão mais frequentemente em contato com ambientes húmidos, como sapatos, ténis, chão de ginásios, piscinas ou duches de balneários.

 

Os fungos das unhas podem causar algum embaraço e vergonha a nível estético, pois quando vem o tempo quente, queremos pôr os pés à mostra e é muito feio ter uma ou mais unhas com fungos. Disfarçar com verniz de cor não adianta, pois só vai agravar o estado da infeção, dificultando o tratamento.

 

SINTOMAS DAS ONICOMICOSES

 

- Unhas endurecidas e grossas.

- Modificação da cor das unhas, ficando mais amareladas; podem aparecer manchas na superfície.

- Unhas frágeis e quebradiças.

- Dor e desconforto ao andar e a calçar os sapatos.

 

TRATAMENTO

 

- Tratamento tópico: antifúngicos em verniz. Após a aplicação na superfície da unha, penetram, destruindo diretamente o fungo. A utilização adequada destes vernizes poderá ser eficaz em cerca de 75% das onicomicoses. Há vários no mercado e o farmacêutico pode aconselhar qual o mais adequado para o seu caso. Siga todas as instruções de aplicação indicadas pelo fabricante.

 

- Tratamento oral: antifúngicos em comprimidos ou cápsulas. Deve seguir as indicações do médico e não interromper o tratamento. 

- Tratamento com associação de antifúngicos orais e tópicos.

 

Para que o tratamento seja bem sucedido, o fungo causador da infeção deve ser totalmente eliminado da unha; a unha doente deve ser totalmente substituída por uma nova, daí serem tratamentos muito demorados...é preciso muita persistência.

 

É importante referir que as micoses das unhas podem ser recidivas, isto é, a infeção pode regressar no caso de tratamento inapropriado ou incompleto. Se tem este problema, não adie o início do tratamento; quanto mais cedo começar, mais rápido e mais eficaz será o tratamento.

 

 

publicado às 18:39

Lojas de "cosmética farmacéutica" em Espanha

por dicasdefarmaceutica, em 10.06.14
Estou de visita a Bilbau e deparo-me com um conceito que, para mim é novidade: lojas de "cosmética farmacéutica". Não são farmácias nem parafarmácias, vendem apenas produtos de dermocosmética.
Estas lojas vendem os produtos para a pele e para o cabelo que se vendem nas farmácias e nas parafarmácias, mas não vendem mais nada; são especializadas só em dermocosméticos, aqueles produtos que podemos dizer: "são para a pele e estão entre os medicamentos e os cosméticos habituais".

Passei também por algumas farmácias. São semelhantes às nossas no atendimento e nos produtos que vendem, mas têm muitos serviços de "aconselhamento farmacêutico" anunciados, nomeadamente, consultas de seguimento farmacoterapêutico. Posteriormente, dedicarei um post a este assunto.

As farmácias que vi são mais tradicionais, mais pequenas e posso dizer, mais "modestas"do que a grande maioria das farmácias portuguesas. O horário é das 9h00 às 14h00, fecham três horas para almoço e encerram às 20h00. Entre as mais de vinte farmácias que "espreitei", apenas uma estava aberta das 9h00 às 22h00.
Aqui ficam algumas imagens:

publicado às 18:27

As crianças ingerem líquidos suficientes?

por dicasdefarmaceutica, em 09.06.14
Vêm aí o calor...vamos ter em atenção a hidratação das nossas crianças!

Um artigo publicado recentemente na Revista Espanhola de Nutrição Comunitária, revela um estudo sobre a hidratação das crianças, envolvendo 654 casos. Este estudo revela que 91% das crianças não tem a ingestão de líquidos adequada.*

A Agência Europeia da Segurança Alimentar recomenda as seguintes quantidades de água ingerida, consoante as idades:

0 - 6 meses: 680 ml/dia

6 - 12 meses: 800 a 1000 ml/dia

1 - 3 anos: 1000 a 1200 ml/dia

4 - 8 anos: 1600 ml/dia

9 a 13 anos: 2100 ml/dia para os rapazes e 1900 ml/dia para as raparigas

> 14 anos: 2000 a 2500 ml/dia

Estes valores de referência dizem respeito a situações "normais". Na presença de doenças com febre, vómitos, diarreia ou com muito calor, a ingestão de líquidos deve ser superior.

As recomendações referem-se à água total ingerida, estando assim incluída a água contida nos alimentos e nas bebidas.

Se as suas crianças mostram alguma resistência a beber água, aqui ficam alguma DICAS que podem ajudar:
- Utilizar recipientes atrativos.
- Colocar palhinhas nos copos, tornando a bebida mais atrativa.
- Dar sumos naturais de fruta coloridos, evitando adicionar açúcar.
- Congelar sumo ou fruta em cubinhos de gelo.

* Este estudo indica ainda que, das 654 crianças envolvidas, apenas 19% seriam fisicamente ativas.

publicado às 18:44

Imagens

Algumas das imagens presentes no blog são retiradas da Web. Na impossibilidade de as creditar corretamente agradeço que, caso alguns dos autores não autorize a sua publicação, entre em contato, para que as mesmas sejam retiradas de imediato.

Termo de responsabilidade

A informação contida neste blog não substitui o aconselhamento médico ou farmacêutico. O objetivo do blog, é informar sobre vários assuntos ligados à saúde em geral, e à farmácia em particular. Os vários temas são abordados de uma forma não exaustiva, acessível ao público em geral.



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Junho 2014

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930

Pesquisar

  Pesquisar no Blog