Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



"Elimine as Hepatites!"

por dicasdefarmaceutica, em 28.07.17

IMG_8780.JPG

Celebra-se hoje o Dia Mundial da Hepatite.

O objetivo deste dia é alertar para o diagnóstico, tratamento e prevenção desta doença que, como sabemos, é sempre tema preocupante e actual em todo o mundo.

O tema específico de 2017 é "Elimine as Hepatites". A principal mensagem/objetivo é "eliminar a hepatite viral (B e C) como ameaça à Saúde Pública até 2030".

A eliminação da hepatite viral é um objetivo de todo o mundo e a campanha "Show Your Face" é uma forma da mensagem chegar a todos.

 

"#ShowYourFace é uma campanha de fotos Polaroid personalizadas que chama a atenção para rostos humanos com o objetivo de salientar que a hepatite é importante para todos, em qualquer lugar do mundo, e que ajudar a eliminá-la é algo que todos podemos fazer. Juntos, podemos dar um rosto humano à campanha de eliminação da hepatite viral.

IMG_8779.JPG

Cada rosto vem acompanhado da declaração EU ESTOU/SOU, mensagens pessoais fortes que têm como objetivo fazer com que as pessoas sintam-se empoderadas e pessoalmente conectadas e compreendam seu papel na eliminação das hepatites. As declarações EU ESTOU/SOU enfatizam as ações individuais que estão sendo tomadas para atingir o objetivo de 2030 ou e ressaltar os sentimentos daqueles que sofrem de hepatite para incentivar outros a tomarem uma posição."

 

Vou partilhar convosco um linfográfico de um blog de saúde (121doc) que me parece muito ilucidativo para a sensibilização deste tema.

 

image_2017-07-20_18-12-00.png

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:16

image_2017-05-31_07-39-48.jpeg

 Assinala-se hoje o Dia Mundial Sem Tabaco

"Fumar é a primeira causa evitável de doença e morte prematura nos países desenvolvidos". Apesar das campanhas e dos avisos constantes sobre os malefícios do tabaco, o consumo de tabaco continua a aumentar em Portugal, sobretudo entre as mulheres. 

 

Por esta razão, a Associação Respira (Associação Portuguesa de Pessoas com DPOC e outras Doenças Respiratórias Crónicas) aproveita este dia para alertar para os malefícios do tabaco na saúde da mulher, nomeadamente no desenvolvimento de Doenças Cardiovasculares, vários tipos de Cancro e da Doença Pulmunar Obstrutiva Crónica (DPOC).

 

"A Associação alerta para alguns factos sobre os efeitos nocivos do tabaco na mulher, tais como:

- O tabagismo durante a gestação implica uma menor quantidade de nutrientes e oxigénio para o bebé, causando assim um maior risco de nascer com um peso inferior ao normal e ainda prematuridade;

- É recomendável que as mulheres parem de fumar, não apenas durante a gravidez, mas também durante a amamentação, pois este hábito prejudica a produção de leite materno;

- Têm um risco maior de desenvolver uma doença cardiovascular, incluindo a Doença Arterial Coronária (DAC) ou Acidente Vascular Cerebral Isquémico;

- O uso de contraceptivos orais juntamente com o hábito tabágico aumentam significativamente a possibilidade de desenvolver uma doença do foro cardíaco;

- Têm um risco acentuado de desenvolver DPOC, que inclui Bronquite Crónica e Enfisema Pulmonar;

- Existe uma maior probabilidade de desenvolver vários tipos de cancro, incluindo o cancro do pulmão, boca, faringe, esófago, laringe, rim e colo do útero."

 

A campanha do ano passado referia que "Fumar é ridículo" e é verdade. Sobretudo para os mais jovens, porquê começar? Não faz bem à nada; além de provocar doenças, "estraga" a pele, amarelece os dentes, é caro e é uma dependência (física e psíquica). Deixo-vos com este cartaz elucidativo dessa campanha (2016), pois a grande aposta tem mesmo que ser nas camadas mais jovens, homens e mulheres...

 

image_2017-05-31_17-04-13.jpeg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:58

Mais sobre as Vacinas e o Sarampo...

por dicasdefarmaceutica, em 18.04.17

image_2017-04-18_15-14-44.jpeg

Já falei tantas vezes das vacinas e da "moda" anti-vacinas, que estava a ver se conseguia não abordar mais este assunto mas, como vêem, não consigo. A revolta é tanta e estou tão aborrecida de, passados tantos anos, voltarmos a ouvir falar de crianças gravemente doentes com Sarampo, que tive mesmo que voltar ao assunto.

A semana passada fiz um post sobre isto (ver AQUI) mas não pensava que hoje ainda fosse tema de todas as notícias...é mau sinal!

E os comentários nas redes sociais? Francamente, mesmo perante a situação, tanta gente a dizer disparates...

 

Vou só deixar-vos com o comunicado emitido ontem pela Direção Geral de Saúde (DGS), destinado a toda a população portuguesa, esclarecendo a situação desta epidemia em Portugal.

 

"Em relação à atividade epidémica de sarampo, a Direção-Geral da Saúde esclarece:

1. Em Portugal, desde janeiro de 2017 e até à data, foram registados 21 casos confirmados de sarampo pelo Instituto Ricardo Jorge;

2. A descrição detalhada, no plano epidemiológico, ainda está em curso;

3. A ocorrência de surtos de sarampo em alguns países europeus, devido à existência de comunidades não vacinadas, colocou Portugal em elevado risco;

4. Não há razões para temer uma epidemia de grande magnitude, uma vez que a larga maioria das pessoas está protegida porque foi vacinada ou teve anteriormente a doença;

5. A vacinação é a principal medida de prevenção, é gratuita e está disponível para todas as pessoas presentes em Portugal;

6. O Programa Nacional de Vacinação recomenda a vacinação com duas doses, aos 12 meses e aos 5 anos de idade;

7. Em pessoas vacinadas a doença pode, eventualmente, surgir mas com um quadro clínico mais ligeiro e menos contagioso;

8. Os serviços da DGS, do Instituto Ricardo Jorge, do INFARMED, dos Centros de Saúde e dos Hospitais de todas as regiões do País continuam a acompanhar a evolução das iniciativas que visam controlar o problema ora identificado."

 

Pais, por favor vacinem as vossas crianças!

Como disse o pediatra Mário Cordeiro numa entrevista ao Diário de Notícias, "dizer mal das vacinas é um luxo de um país que já não tem, como há bem pouco tempo tinha, casos diários de meningite ou mortes por sarampo, como [aconteceu] em 1994. A memória é demasiado curta e a arrogância demasiado grande".

Vamos fazer com que isto tenha sido um acidente, para continuarmos a ser um exemplo para o resto da Europa, no que às vacinas diz respeito!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:20

Eu tive Sarampo porque no meu tempo não havia Vacina

por dicasdefarmaceutica, em 11.04.17

image_2017-04-11_07-48-54.jpeg

É verdade, eu tive sarampo, porque há 50 anos não havia vacina e muitos de nós contraiam esta doença altamente contagiosa e que, dadas as consequências (às vezes, graves), assustava muito os pais. Nesta altura, era uma doença de fácil diagnóstico, pois todos os pediatras estavam habituados a reconhecer os seus sintomas. Agora, muitos dos médicos, nunca viram um caso de sarampo.

 

Com o aparecimento da vacina, há 35 anos, os casos de sarampo foram desaparecendo e a doença parecia estar erradicada no nosso país, de tal modo que nem se pensava que uma criança pudesse ter sarampo. 

 

A verdade é que este ano já apareceu um caso no Norte e no passado mês de março, foram diagnosticados quatro casos no Algarve. Será possível? Após alguns casos de difteria e poliomielite na Europa nos últimos anos, vem agora o sarampo "visitar" as nossas criancinhas. Grave é que as crianças não têm culpa nenhuma; são os paizinhos "anti-vacinação" que causam esta triste realidade e que nos fazem recuar tantos anos.

 

Em Portugal, o Programa Nacional de Vacinação infantil é cumprido e tem-se mostrado eficaz. Não estraguem o que tem sido bem feito!

A vacina do sarampo deve ser administrada aos doze meses de idade, com um reforço aos cinco anos, sendo muito eficaz na proteção do sarampo. Os responsáveis pela saúde no nosso país estão preocupados e a DGS (Direção Geral da Saúde) alerta para "o perigo que o sarampo representa, sendo uma das infeções virais mais contagiosas, cuja transmissão é feita à distância, por via aérea através de gotículas ou aerossóis. Os sintomas passam por exantema (uma vermelhidão na pele), expetoração, olhos pegados, entre outros."

 

Vacinar-se é uma opção individual, mas com muito peso na sociedade, pois todos os anos as vacinas salvam milhões de pessoas no mundo inteiro. Pense nisso e vacine os seus filhos! 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:09

Pata d'Acúcar - Cães treinados para ajudar Diabéticos

por dicasdefarmaceutica, em 04.04.17

image_2017-04-04_17-14-04.jpeg

 

Sob o mote “Ajude-nos a ajudar, por uma Diabetes melhor”, a Associação Pata D’ Açúcar – Medical Dogs for Diabetics, está a levar a cabo, em Portugal, um projeto inovador que visa potenciar as capacidades olfativas do cão, enquanto animal de estimação, na deteção e sinalização das baixas de glicémia no doente diabético.

 

image_2017-04-04_14-25-24.png

 

Os cães são o máximo! Isso já nós sabemos, mas que também podem ajudar a controlar  os níveis de glicémia dos seus donos, isso sim, é uma novidade!

O cão tem 30 vezes mais sensores de olfato que o Homem, o que se torna uma enorme vantagem em várias ocasiões, sendo uma delas, a utilidade tirada dessa característica para os doentes diabéticos. Através deste sentido e da saliva do seu dono, o cão, devidamente treinado, pode detetar e sinalizar baixas de glicémia, problema de tamanha gravidade para quem sofre com esta doença.

 

O projeto “Pata d’Açúcar” está aí e envolve três momentos distintos. Neste momento encontra-se na segunda fase de implementação, a qual terá a duração aproximada de um ano.

No primeiro momento, foi feita a seleção de instituições beneficiárias onde foram resgatados dois animais após uma seleção exaustiva das suas capacidades e feita, também, a seleção das empresas que estão a apadrinhar estes dois animais.

No segundo momento, está a ser feito o treino e certificação dos dois cães pela Associação.

Por último, no terceiro momento, será feita a entrega dos animais treinados a dois doentes diabéticos, sem qualquer custo para os mesmos.

 

Depois do lançamento do FreeStyle Libre, temos de novo a empresa Abbott a ajudar os diabéticos e a apadrinhar este projeto.

 

Vou tentar acompanhar aqui no blog o trajeto destes dois cães e dos seus donos.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:16

Surto de Hepatite A em Portugal

por dicasdefarmaceutica, em 29.03.17

image_2017-03-29_11-43-39.jpeg

Só costumamos falar de Hepatite A quando viajamos para países pouco desenvolvidos, cujo saneamento básico é duvidoso ou inexistente. Nalguns casos, além dos cuidados de higiene recomendados, é também aconselhada a administração da vacina.

 

Parece que o vírus responsável por esta doença se instalou em Portugal e nalguns países na Europa. Dizem que começou na Holanda durante um festival de Verão e poderá estar relacionado com uma atividade sexual chamada "chemsex", que envolve múltiplos parceiros e é potenciado por substâncias químicas.

Na região de Lisboa já foram diagnosticados mais de 100 casos, maioritariamente homens que tiveram sexo com outros homens.

 

O principal modo de transmissão da Hepatite A é fecal-oral. Isto quer dizer que o vírus é eliminado pelas fezes e é transmitido de pessoa para pessoa ou através da ingestão de água ou alimentos contaminados. A doença pode também ser transmitida por via sexual, sobretudo através do sexo oral e anal.

 

Como não existe nenhum tratamento específico para a doença, é mesmo melhor apostar na prevenção. 

O consumo de bebidas alcóolicas está totalmente proibido a quem já contraiu o vírus.

 

Alguns conselhos de prevenção da Hepatite A:

- Ter hábitos de higiene elementares

- Lavar muito bem as mãos (depois de usar a casa de banho, antes de cozinhar e de comer)

- Não beber água ou gelo de origem duvidosa

- Lavar bem, com água corrente, frutas e saladas

- Usar preservativo durante as relações sexuais

- Consoante os casos (fale com o su médico!) poderá ser aconselhável a Vacina.

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:25

image_2017-03-16_10-57-34.jpeg

Estou sempre a repetir-me (como dizem os meus filhos...), mas para uma vida com qualidade, existem três pilares fundamentais: alimentação, exercício físico e sono.

 

Hoje é o Dia Mundial do Sono e, por isso, vamos falar sobre ele. Sabiam que existem mais de 100 doenças que podem estar relacionadas com o sono? E que a grande maioria delas poderá ser prevenida ou tratada? 

 

Dormir não é perder tempo, pois o sono é fundamental para a memória, para a capacidade de aprendizagem e para concentração. Se dormirmos bem, teremos uma maior produtividade e rendimento, tanto na vida pessoal, como profissional e, por isso mesmo, aproveitaremos melhor a vida.

O sono possui uma função biológica crucial e a falta de sono pode conduzir a várias doenças, como a hipertensão arterial, o aumento do risco de enfarte e de Acidente Vascular Cerebral (AVC), a diabetes e muitas outras.

 

Os problemas de sono são uma epidemia global que ameaça a saúde e a qualidade de vida de mais de 45 % da população. Em Portugal, cerca de 60% dos portugueses sofrem de doenças do sono, mas acham que não é nada, e não procuram  ajuda.

 

Eu estou para aqui a falar, mas também não tenho um sono de muita qualidade. A diferença é que fui a várias consultas, fiz exames, sei o que tenho (apneia de posição), mas não tenho sido "bem comportada" e não faço o que o médico me aconselhou. Aliás, até me zanguei um bocadinho com ele, porque acha que tudo o que tenho está relacionado com dormir mal...será? Hoje é dia para reflectir sobre isto.

 

Para alertar a população acerca deste problema, a Associação Portuguesa do Sono (APS) junta-se às comemorações do Dia Mundial do Sono, com a campanha “Durma Bem, Disfrute a Vida”.

 

image_2017-03-16_11-07-21.jpeg

 

Para saber mais sobre esta campanha, veja AQUI o Facebook da Associação Portuguesa do Sono.

 

Se sabe que dorme mal, em quantidade e em qualidade, faça alguma coisa para mudar esse estado! Se não conseguir sozinho, com aquelas medidas básicas (dormir sete a nove horas por noite, não usar aparelhos tecnológicos antes de ir para a cama, não beber café a partir de determinada hora, etc...), peça ajuda ao médico! Lembre-se que a grande maioria dos problemas de sono podem ser tratados!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:44

image_2017-03-09_11-39-46.jpeg

 
A Esclerose Múltipla é uma doença crónica, inflamatória e degenerativa, que afeta o Sistema Nervoso Central (SNC). É uma doença que surge frequentemente entre os 20 e os 40 anos de idade, ou seja, entre os jovens adultos. Afeta com maior incidência as mulheres do que os homens.

 

Começa hoje no Porto, o Congresso Internacional da Esclerose Múltipla. Em simultâneo, a Merck vai iniciar uma ação de sensibilização com o objetivo de mostrar, através de experimentação física e virtual, como é viver com Esclerose Múltipla (EM). Assim, foi construída uma casa, chamada Casa da EM, onde é possível experienciar as dificuldades e limitações destas pessoas nas tarefas diárias.

 

A casa é constituída por três divisões: sala de estar, cozinha e casa de banho. Na sala de estar, o sofá é mais baixo do que o normal e um tapete de água dá a sensação de desequilíbrio, por exemplo. Na cozinha, os participantes vão perceber como um gesto tão simples como pegar numa caneca pode exigir um imenso esforço a estes doentes e na casa de banho, o espelho vai apresentar uma imagem desfocada. Todas estas características levam a que as pessoas diagnosticadas com EM tenham que se adaptar a uma nova realidade.

 

image_2017-03-09_11-49-55.jpeg

 

image_2017-03-09_11-49-59.jpeg

 

Os sintomas mais comuns da EM são:

- Fadiga

- Neurite óptica

- Perda da força muscular nos braços e pernas

- Alterações da sensibilidade

- Dor

- Alterações urinárias e intestinais

- Problemas sexuais

- Alterações no equilíbrio e coordenação

- Alterações cognitivas

- Alterações de humor e depressão

"Os efeitos que todos estes sintomas têm na qualidade de vida variam muito. Dependem bastante da forma como o doente vive estes sintomas e como consegue lidar com eles. Com o tempo, acabará por aprender a lidar com eles e a compensá-los, realizando coisas de que ainda é capaz e descobrindo novas capacidades.
Não irá acontecer de um dia para o outro: é um processo que requer esforço e tempo, não só da sua parte, mas de todos os que o rodeiam (companheiro/a, filhos ou outros membros da família)". É importante rodear-se das pessoas que se preocupam em ajudar e apoiar-se em grupos que sabem lidar com a doença, como a Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla (SPEM).

 

Segundo Bruno Wohlschlegel, Diretor-Geral da Merck em Portugal, “Hoje em dia, os avanços terapêuticos na área da EM já permitem que as pessoas prossigam a sua vida e consigam manter uma atividade profissional. Contudo, para as pessoas que sofrem desta doença é de suma importância criar uma maior consciencialização sobre o tema e daí surge a Casa da EM. Na Merck, é nosso objetivo contribuir para melhorar a qualidade de vida dos doentes nas suas várias dimensões, seja no âmbito clínico, como no âmbito dos relacionamentos interpessoais.”

 

O Congresso Internacional de Esclerose Múltipla do Porto marca o primeiro momento de apresentação da Casa da EM, que segue para o Congresso da Associação Portuguesa de Farmacêuticos Hospitalares. Ao longo do ano de 2017 a Casa será estrategicamente apresentada em vários eventos, com o objetivo de formar e sensibilizar o maior número de pessoas.

 

Todos os dias, de uma ou de outra forma, "topeçamos" com doenças crónicas como a Esclerose múltipla. É muito bom sabermos o que sentem e de que forma é o dia a dia das pessoas que vivem com estas doenças, pois só assim poderemos ajudar e encaminhar da melhor forma aqueles que pedem a nossa ajuda.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:20

Dê mais atenção à saúde dos seus pés!

por dicasdefarmaceutica, em 05.03.17

image_2017-03-01_18-00-05.jpeg

Sofrer dos pés é muito mau e, quem sofre de algum mal a a este nível, sabe do que estou a falar. Por isso mesmo, e porque sabemos que muitos desses problemas têm solução, há que procurar a ajuda de especialistas.

A prevenção é a melhor solução para evitar problemas futuros ao nível dos pés, com repercussões, às vezes graves, noutras zonas do corpo, nomeadamente ao nível das costas. 

 

Já ouviram falar de podologistas? Neste momento, são muitas as clínicas do país que já têm esta especialidade e também muitas farmácias já oferecem este serviço.

"A Podologia é a ciência que analisa e investiga os membros inferiores e tem por objetivo o diagnóstico e terapêutica das patologias que afetam não só o pé, mas as suas repercussões em todo o corpo".

 

Em Portugal, cerca de 85% da população sofre de doenças dos pés, que afetam diferentes grupos etários, desde a criança ao idoso, exigindo vários níveis de intervenção. Dentro da podologia, temos várias "especialidades":

- Podologia infantil, que é especializada no diagnóstico e tratamento das patologias que afetam os pés das crianças.

- Podologia desportiva, que tem como objetivo a prevenção, o diagnóstico e o tratamento das lesões no atleta.

- Podologia geriátrica, que é direcionada aos idosos.

- Pé de risco, compreende o tratamento do pé diabético, do pé reumático, entre outros.

- Dermatologia podológica, que é recomendada para o tratamento de pele e unhas ao nível do pé.

- Reprogramação postural, que corrige a postura a partir dos pés e recorre a palmilhas personalizadas.

- Patologia laboral,que é destinada a tratar o pé segundo a área profissional.

- Podologia cirúrgica, compreende o recurso à cirurgia para tratar o pé.

 

Março é o mês da Saúde do Pé e a Walk’in Clinics assinala a data com rastreios de podologia, entre os dias 01 e 05 de março, mediante marcação prévia e sem qualquer custo, através do número 808 20 20 80.

Durante todo o mês de março, pode ainda beneficiar de 25% na marcação da primeira consulta (sobre pvp).

Aproveite e aprenda a tratar da saúde dos seus pés!

 

 

image_2017-03-01_18-01-35.jpeg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:11

image_2017-02-21_07-36-10.png

 

O primeiro post deste ano foi: "Destaques Dicas de Farmacêutica 2016". Destaquei 12 produtos e, sabem qual foi o meu eleito como produto do ano? Foi o FreeStyle Libre, o primeiro medidor de glicose que não necessita de picadas nos dedos. Acertei em cheio, pois a semana passada, este produto da Abboott foi galardoado com o prémio de  "Produto do Ano" na Área da Saúde.

O "Produto do Ano" é o maior e único prémio mundial que elege os produtos que se destacam pela inovação e que conta com o voto direto dos consumidores. O FreeStyle Libre foi eleito por mais de 6000 consumidores.

 

"O FreeStyle Libre é uma ferramenta inédita na medição dos níveis de glicose para pessoas com diabetes, estando indicado essencialmente para pessoas com diabetes que necessitam de fazer diariamente várias picadas dos dedos para controlar os níveis de açúcar, incluindo crianças entre os 4 e os 17 anos.

Composto por um sensor com apenas 35mm x 5mm (semelhante a uma moeda de 2 euros) e com duração de até 14 dias, este sistema é colocado na parte posterior do braço e permite medir os níveis de glicose intersticial, de forma simples, fornecendo resultados instantâneos sobre os valores de glicose e indicadores de tendência. Após uma hora da sua colocação no braço, o FreeStyle Libre inicia a leitura da glicose, tratando a informação que recolhe e identificando tendências.

A grande inovação do FreeStyle Libre está no facto de, numa leitura sem dor e em apenas um segundo, a pessoa com diabetes obter informações relevantes sobre o presente (glicemia atual), sobre o passado e o futuro. Esta vantagem inovadora deve-se ao historial dos valores de glicose até oito horas antes da determinação e setas de tendência de glicose que são disponibilizados e que mostram se estão a subir, a descer ou constantes, o que permite que a pessoa com diabetes antecipar a tendência de evolução através desta determinação, ajudando a prevenir episódios de hipoglicemia (glicose baixa) e melhorando a sua qualidade de vida."

 

Com o sistema FreeStyle Libre é mais fácil controlar a diabetes. Além do mau estar provocado pelas inúmeras picadas diárias que tinham que ser feitas até agora, o dia-a-dia da pessoa com diabetes fica mais fácil, pois a qualquer a hora, pode analisar os seus valores e prevenir eventuais problemas de subidas ou descidas bruscas de glicémia. 

 

A diabetes é uma doença crónica que, em muitos casos, acompanha todo o crescimento de uma criança, a sua adolescência e toda a sua vida de adulto, até ser bem velhinho. Uma vida longa com uma doença como esta, só é possível com muita prevenção das eventuais complicações.

Estas inovações são muito importantes para que a vida dos diabéticos seja uma vida com mais qualidade! Uma vida com qualidade é o desejo de todas as pessoas que têm doenças crónicas.

 

image_2017-02-21_17-20-17.png

 

Mais informações sobre este sistema, disponíveis em FreeStyle Libre

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:28

Imagens

Algumas das imagens presentes no blog são retiradas da Web. Na impossibilidade de as creditar corretamente agradeço que, caso alguns dos autores não autorize a sua publicação, entre em contato, para que as mesmas sejam retiradas de imediato.

Termo de responsabilidade

A informação contida neste blog não substitui o aconselhamento médico ou farmacêutico. O objetivo do blog, é informar sobre vários assuntos ligados à saúde em geral, e à farmácia em particular. Os vários temas são abordados de uma forma não exaustiva, acessível ao público em geral.


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Julho 2017

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Pesquisar

  Pesquisar no Blog