Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Dia Mundial do Coração

por dicasdefarmaceutica, em 29.09.17

image_2017-09-29_12-29-51.jpeg

 

Hoje é o Dia Mundial do Coração.

Como as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte em Portugal, é importante que falemos deste dia e que relembremos quais os principais fatores de risco destas doenças e o que poderemos fazer para as prevenir. Sabe-se que 80% das mortes devidas a doenças cardiovasculares poderiam ser evitadas.

 

Principais fatores de risco das doenças cardiovasculares:

1 - Hipertensão Arterial (HTA)

2 - Hipercolesterolémia (Colesterol elevado)

3 - Diabetes

4 - Tabagismo

5 - Sedentarismo

6 - Maus hábitos alimentares 

7 - Obesidade

8 - Stress

 

Sabendo que estes são os principais fatores de risco, é fácil adivinhar o que devemos fazer para manter um coração saudável:

1 - Ter uma alimentação saudável

2 - Fazer exercício físico de forma regular

3 - Não fumar

4 - Combater a obesidade

5 - Combater a diabetes

6 - Controlar o stress

7 - Conhecer os seus valores (Pressão arterial, Colesterol, Glicémia)

 

Muito importante também, é reconhecer os sintomas do enfarte e do AVC e actuar o mais rapidamente possível em caso desses sintomas se manifestarem. Está provado que, quanto mais rápido for o tratamento adequado administrado, mais eficaz será e menores serão as sequelas da doença.

 

image_2017-09-29_12-53-36.jpegimage_2017-09-29_12-53-38.jpeg

 

Neste dia do Coração, a Sociedade Portuguesa de Cardiologia aconselha-nos a partilhar a nossa energia positiva, inspirando aqueles que nos rodeiam. Nunca é tarde para fazer pequenas mudanças, que podem ser responsáveis por grandes diferenças!

 

image_2017-09-29_13-05-58.png

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:04

"Apoiar os sobreviventes" do Cancro de Cabeça e Pescoço

por dicasdefarmaceutica, em 17.09.17

image_2017-09-16_13-53-31.jpeg

"Apoiar os sobreviventes" é o mote da campanha "Make Sense", realizada pela European Head and Neck Society (EHNS), onde estão envolvidos países como Espanha, Itália, Alemanha, França, Inglaterra e Portugal.

 

Começa amanhã a 5ª Semana Europeia de Luta Contra o Cancro de Cabeça e Pescoço, cuja mensagem central deste ano é “Apoiar os Sobreviventes” deste tipo de cancro, que deixa profundas marcas, tanto físicas como psicológicas. Quem já teve contacto, de alguma forma, com este tipo de cancro, sabe do que estou a falar.

Sendo o cancro uma dura batalha à qual cada vez mais pessoas sobrevivem, é preciso ajudar estas pessoas a retomar as suas vidas. Neste sentido, através desta campanha, pretende-se fazer uma sensibilização para as necessidades dos sobreviventes, mas também passar uma mensagem positiva àqueles que acabam de ser diagnosticados.

 

Anualmente em Portugal, o cancro de cabeça e pescoço mata 3 portugueses por dia, número que pode diminuir quando o diagnóstico é feito numa fase inicial da doença. Por isso, ao longo desta semana, o Grupo de Estudos de Cancro de Cabeça e Pescoço e a ASADOCORAL (Associação dos Amigos dos Doentes com Cancro Oral) vão desenvolver iniciativas de sensibilização que visam informar e alertar para a necessidade de reconhecer sinais e sintomas da doença e formas de prevenção.

 

Quais os principais sintomas a que devemos estar atentos? Gosto particularmente deste quadro muito ilucidativo, da responsabilidade do Grupo de Estudos Cancro da Cabeça e Pescoço:

 

image_2017-09-16_13-52-14.jpeg

Este tipo de cancro aparece normalmente a partir dos 40 anos, mas alguns comportamentos de risco, como o tabagismo ou o consumo excessivo de álcool,  estão a fazer com que cada vez apareçam mais casos de cancro de cabeça e pescoço em jovens adultos. 

 

Em Portugal, a Campanha Make Sense teve o apoio da Merck, Astrazeneca, Norgine, Delta Cafés, Metro do Porto e Corpo Voluntário da Ordem de Malta.

Deixo-vos alguns detalhes do programa desta semana:

image_2017-09-16_20-48-51.jpeg

image_2017-09-16_20-48-53.jpeg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:23

Dia Mundial do Cancro da Cabeça e Pescoço

por dicasdefarmaceutica, em 26.07.17

image_2017-07-26_11-53-16.jpeg

 

Assinala-se amanhã, dia 27 de julho, o 3º Dia Mundial de Cancro de Cabeça e Pescoço (DMCCP), uma iniciativa da Federação Internacional das Sociedades Oncológicas de Cabeça e Pescoço (IFHNOS), que em Portugal é liderada pelo Grupo de Estudos de Cancro de Cabeça e Pescoço (GECCP) com a campanha de sensibilização “Agir com Cabeça”.

Sensibilizar a população para este tema é muito importante pois este cancro, quando diagnosticado numa fase precoce, pode ter uma taxa de sobrevivência entre 80 a 90%.

 

Como forma de assinalar o DMCCP, o GECCP vai colocar 3 cubos gigantes com a imagem da campanha em praças emblemáticas das cidades de Coimbra, Lisboa e Porto. O objetivo é atrair a atenção das pessoas e assim prestar mais informação sobre esta patologia, com especial foco na identificação dos sintomas ainda muito desconhecidos pelos portugueses.

Ainda nesse dia, na Praça Carlos Alberto, no Porto, vão realizar-se rastreios gratuitos ao Cancro de Cabeça e Pescoço em dois períodos, das 10h30 às 12h30 e das 14h30 às 16h30.

 

É importante estar atento aos sintomas e agir, pois dada a "vulgaridade" dos mesmos, podem ser menosprezados e associados a outras doenças menos graves. Alguns destes sintomas:

- Feridas na boca que não cicatrizam
- Língua dorida ou com úlceras
- Rouquidão persistente
- Nariz entupido
- Hemorragias nasais persistentes
- Dificuldade em engolir
- Dores de garganta persistentes

Se estes sintomas começarem a surgir frequentemente e se alongarem no tempo, o melhor é mesmo procurar um especialista e fazer um rastreio.

 

Segundo Ana Castro, médica oncologista e presidente do Grupo de Estudos de Cancro de Cabeça e Pescoço, “Uma das preocupações atuais é que este tipo de cancro, que outrora afetava sobretudo homens, a partir dos 50 anos, que apresentavam um consumo excessivo de tabaco e álcool, começa a incidir cada vez mais em pessoas jovens, muito devido ao vírus do HPV. Anualmente, continuam a surgir ainda cerca de 3.000 novos casos no nosso país, sendo que mais de metade destes são diagnosticados em estádios avançados, é preciso agir! ”.

E acrescento o mote da campanha:"Agir com Cabeça!"

 

image_2017-07-26_12-00-26.jpeg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:07

31 factos sobre Lúpus

por dicasdefarmaceutica, em 01.06.17

image_2017-05-31_22-10-00.jpeg

 

Durante os 31 dias do mês de Maio, a Associação de Doentes com Lúpus, colocou na sua página de Facebook, um post por dia sobre a doença.

Achei esta iniciativa muito interessante, porque nos dá uma visão muito realista do que é o Lúpus. O resultado está aqui, compilado e partilhado. Parabéns pela iniciativa!

 

image_2017-05-31_21-42-26.jpeg

image_2017-05-31_21-42-29.jpeg

image_2017-05-31_21-43-43.jpeg

image_2017-05-31_21-43-45.jpeg

image_2017-05-31_21-53-56.jpeg

image_2017-05-31_21-53-58.jpeg

image_2017-05-31_21-55-12.jpeg

image_2017-05-31_21-55-14.jpeg

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 07:47

"Não é você. É a sua Tiroide."

por dicasdefarmaceutica, em 24.05.17

image_2017-05-24_09-36-32.jpeg

 

Decorre esta semana a Semana Internacional da Tiroide. O tema da campanha deste ano,"Não é você. É a sua tiroide"destaca as semelhanças que existem entre os sintomas dos distúrbios da Tiroide com os efeitos do estilo de vida acelerado dos nossos dias.

Esta campanha baseia-se nos resultados de um inquérito internacional, apoiado pela Merck, em colaboração com a Federação Internacional da Tiroide (TFI), que revela que muitas mulheres se culpam a si próprias, e às escolhas relativas ao seu estilo de vida, com sintomas como alterações de peso, irritabilidade, ansiedade, insónias e fadiga, não compreendendo que uma doença da tiroide pode ser a causa subjacente.

 

image_2017-05-24_09-38-38.png

 

Como podem ver, os sintomas são tão comuns, que muitas vezes são associados a escolhas relativas a estilos de vida e não a nenhuma doença em particular. Isto acontece porque as hormonas produzidas pela tiroide ajudam a regular múltiplas funções no organismo e o seu mau funcionamento pode originar sintomas muito diversos e que se confundem com outras alterações que, por uma razão ou por outra, vamos sentindo no nosso organismo.

 

Aos 60 anos de idade, 17% das mulheres e 8% dos homens sofrem de tiroide hipoativa.
Uma tiroide hiperativa é 10 vezes mais comum em mulheres do que em homens. É mais comum na faixa etária de 20-40 anos, sendo que pode ocorrer em qualquer idade.

Mais uma vez, e no que toca às hormonas, cá estamos nós, mulheres, a ser as mais vulneráveis.

 

Diagnóstico

É importante estar atento aos sintomas e procurar ajuda médica. Normalmente, além do diagnóstico clínico, o médico prescreve análises sanguíneas, através das quais se medem os níveis de hormonas tiroideias (T3, T4, TSH) na corrente sanguínea. Por vezes, são também prescritos outros exames complementares.

 

Tratamento

Quando o problema é Hipotiroidismo, o tratamento consiste, normalmente, na administração de hormonas, na forma de comprimidos.

Se se tratar de Hipertiroidismo, administram-se fármacos anti-tiroideus, iodo radioativo e recorre-se por vezes ao tratamento cirúrgico.

Seja qual for o problema, terá sempre que ser o médico a prescrever o tratamento. É muito importante manter a vigilância dos tratamentos e ajustar as doses, pelo que a visita ao médico periodicamente é fundamental. Muita gente com problemas da Tiroide descompensa porque acha que está medicado para toda a vida.

 

Prevenção

Infelizmente e quando falamos da Tiroide, a prevenção é muito relativa. Podemos evitar a exposição a radiações, ao tabaco e a algumas toxinas do meio ambiente, mas pode não ser suficiente.

Quando se fala de antecedentes familiares, só o diagnóstico precoce pode contribuir para o sucesso de um tratamento eficaz, daí a importância de estar atento e pensar sempre que pode "Não ser você. Ser a sua Tiroide".

image_2017-05-24_10-15-43.jpeg

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 11:29

"Casa da Esclerose Múltipla" no Centro Comercial Colombo

por dicasdefarmaceutica, em 23.05.17

image_2017-05-23_16-19-27.jpeg

Em Março já falei AQUI da "Casa da Esclerose Múltipla", quando esta foi apresentada no Porto, no Congresso da Esclerose Múltipla.

 

No âmbito das comemorações do Dia Mundial da Esclerose Múltipla, que se realiza na última quarta feira de maio, a Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla (SPEM) vai desenvolver uma iniciativa de sensibilização entre os dias 24 e 31 de maio, no Centro Colombo. Assim, no jardim deste centro, situado no 2º piso, todos os dias entre as 10h00 e as 00h00, vai ser possível visitar a “Casa da Esclerose Múltipla” e experienciar o impacto de sintomas desta doença nas tarefas mais simples do dia a dia.

 

Na “Casa da EM” são duas as divisões representadas e aquelas onde, normalmente, passamos mais tempo, a sala de estar e a cozinha. Na sala, a experiência de atravessar um tapete com barbatanas calçadas pretende sensibilizar para a dificuldade que estes doentes têm em levantar os pés e a falta de equilíbrio; na cozinha, sentir uma onda de calor ao abrir o frigorífico mostra como as pessoas que sofrem de EM reagem às alterações bruscas de temperatura. Ao afetar o sistema neurológico central, a EM origina uma multitude de perturbações físicas e sensoriais.

 

O tema para 2017 é "Life with MS". Nesta data, pretende-se "celebrar a solidariedade mundial e a esperança no futuro". Trata-se de uma doença que não é fácil perceber, pois é muito imprevisível. Algumas pessoas têm uma qualidade de vida razoável longos anos após o diagnóstico; outras há que sentem os "danos" da doença de uma forma muito incapacitante desde muito cedo.

A grande maioria dos casos de esclerose múltipla é diagnosticado entre os 25 e os 31 anos de idade, com duas vezes mais casos diagnosticados na população feminina. Os jovens adultos são o alvo desta doença.

 

 

Ainda no âmbito desta iniciativa, no dia 27 de maio, vai realizar-se uma sessão gratuita de cinema, também no Centro Colombo, para visionar o filme “100 Metros” que conta a história de um homem diagnosticado com EM e que mesmo assim, desafiando o prognóstico e as limitações impostas pela doença, conseguiu concluir o IronMan, uma das provas mais duras do planeta. Esta sessão realiza-se no sábado, pelas 19h00 e os bilhetes podem ser solicitados às promotoras junto da “Casa da EM”.

 

image_2017-05-23_15-57-40.jpeg

Lembrem-se que só conhecendo o "comportamento" destas doenças, podemos ajudar quem nos rodeia a ter uma vida melhor e a ter esperança no futuro! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:24

Peditório Nacional a favor da Europacolon

por dicasdefarmaceutica, em 18.05.17

image_2017-05-18_10-56-27.jpeg

 

A Europacolon Portugal - Apoio ao Doente com Cancro Digestivo é uma Instituição Particular de Solidariedade Social que pretende contribuir para a diminuição do número de mortes do Cancro do Intestino e dar apoio aos pacientes e familiares, melhorando a sua qualidade de vida.

 

Como está descrito no site da Europacolon, os objetivos desta Associação são:

• Promover o rastreio e o diagnóstico precoce dos Cancros Digestivos rastreáveis;

• Aconselhar e apoiar as pessoas que sofram dos cancros que abrangemos;

• Promover a melhoria e alargamento dos cuidados médicos;

• Contribuir para a difusão de informação sobre estas doenças para o público;

• Promover investigação sobre as causas e tratamento destas doenças;

• Cooperar com a classe médica, pessoal de enfermagem e paramédicos, indústria farmacêutica, serviços e entidades públicas ou privadas;

• Integrar-se nos Organismos Internacionais representativos de associações nacionais de doentes, nomeadamente a Europacolon;

• Cooperar com associações congéneres no país e no estrangeiro;

• Criar um centro de informação para os doentes e todos os interessados;

• Proceder a emissão de um boletim informativo periódico.

 

Nos dias 19, 20 e 21 de Maio, a Europacolon Portugal promove um Peditório de âmbito nacional cujos objetivos principais são o apoio aos pacientes com cancro digestivo e seus familiares e cuidadores, desenvolver atividades e ações no âmbito da prevenção, promover o rastreio e diagnóstico precoce dos tipos de cancro digestivo rastreáveis, o aconselhamento e apoio multidisciplinar aos pacientes, a promoção da melhoria de vida e o alargamento de cuidados médicos e promoção da investigação.

 

Todos os dias morrem 24 portugueses com algum tipo de cancro digestivo. Cada vez temos mais medo destes cancros, parece que todos nós conhecemos alguém que tem ou já teve esta doença. A ajuda de todos é importante para esta causa. Esteja atento ao peditório, que começa já amanhã!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:26

image_2017-05-17_18-00-47.jpeg

 

Hoje assinala-se o Dia Mundial da Hipertensão (DMH) e a Covilhã foi a cidade eleita para acolher as atividades comemorativas deste dia. Foram muitos os que passaram nesta bonita cidade para conhecerem os valores da sua Pressão Arterial.

O DMH é uma iniciativa da World Hypertension League, à qual a Sociedade Portuguesa de Hipertensão (SPH) se associa e tem como objectivo alertar a população para a hipertensão, doença silenciosa que afeta 42% de portugueses.

 

image_2017-05-17_17-59-34.png

 

Neste dia, a SPH pretende sensibilizar a população para a necessidade de conhecer os valores da pressão arterial, aliando-se assim à campanha mundial cujo lema é: “Conheça os seus valores. Controle a sua pressão arterial”.

 

“O objetivo da SPH é reduzir a taxa de mortalidade. Para além da medição da pressão arterial que é essencial para controlar a doença, percebemos que muitos doentes não cumprem a toma da medicação diariamente ou abandonam o tratamento principalmente por dois motivos: primeiro porque a determinada altura acham que estão controlados e não precisam de continuar a terapêutica e depois porque lhes são receitados vários medicamentos, quando há soluções hoje em dia num só comprimido. Assim, este ano queremos reforçar a importância de cumprir a medicação prescrita e de não a abandonar sem consultar o médico”, refere o presidente da SPH, Dr. Carvalho Rodrigues.

 

Sabe-se hoje que 57% dos doentes hipertensos não tem a sua hipertensão controlada, o que é um número assustador. É urgente tomar medidas em "todas as frentes" para inverter estes números.

E já sabem, "puxando a brasa à minha sardinha", o seu farmacêutico pode dar-lhe uma ajuda preciosa no controle desta doença. Como? Não só fazendo as medições da Pressão Arterial e o registo das mesmas, como "gerindo" a sua medicação; pode ainda dar-lhe conselhos de estilos de vida saudáveis e encaminhá-lo para o médico, sempre que se justifique.

 

Aqui ficam 5 dicas:

- Conheça os valores da sua Pressão Arterial, medindo-a regularmente!

- Tome toda a medicação prescrita pelo médico, sem interrupções!

- Reduza o consumo de sal!

- Faça exercício físico!

- Peça ajuda ao seu farmacêutico para controlar a sua Pressão Arterial!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:12

Rastreio gratuito ao Melanoma

por dicasdefarmaceutica, em 16.05.17

image_2017-05-15_13-56-27.jpeg

 

No âmbito do Dia do Euromelanoma, que se assinala amanhã, dia 17 de maio, o Hospital Lusíadas de Lisboa vai realizar rastreios gratuitos à pele no dia 19 de maio, entre as 9h00 e as 15h30, no edifício II do Hospital. A iniciativa tem como objetivo sensibilizar a população para a importância do diagnóstico precoce do tipo de cancro cutâneo mais grave.

 

Amanhã também serão realizados vários rastreios em várias unidades do país. Procure aquele que lhe ficar mais próximo!

 

Sinais pretos que surgem pela primeira vez ou que se alteram com o tempo, assim como a sua assimetria, o bordo irregular e o facto de terem mais de uma cor e um diâmetro superior a seis milímetros, são algumas das características para os quais as pessoas devem estar alerta e que justificam uma consulta com o médico dermatologista. Lembre-se que neste tipo de cancro, na maioria dos casos, a observação clínica em consulta, é suficiente para detetar o problema de uma forma precoce, o que vai contribuir para o sucesso do tratamento.

 

Este tipo de cancro está a aumentar nos adultos mais jovens, devido à falta de cuidados na adolescência. Hoje, que vão estar 30 graus, começamos a ver os grupos de jovens, muitos deles ainda de mochila às costas, a dirigirem-se para a praia  para apanharem os primeiros raios de sol e ficarem com aquele bronze de fazer inveja aos amigos. E o protetor? "Ah, esqueci-me...ainda nem o comprei..." E ir para a praia à hora do almoço? "Ah, é só hoje..."

 

A exposição solar nas horas de maior perigo é a grande preocupação dos especialistas. Muita gente, em especial os adolescentes, não respeitam os cuidados com a exposição solar e os resultados estão aí. Todos os anos são diagnosticados melanomas nestas camadas mais jovens.

 

De acordo com os especialistas, uma em cada cinco pessoas vai ter um melanoma ao longo da vida. O diagnóstico precoce é fundamental, pois este cancro tem cura.

 

Uma dica: "abra bem os olhos" e observe a pele dos que vivem consigo! Se encontrar algo que lhe pareça suspeito, não hesite e vá ao dermatologista! Os familiares são os observadores mais atentos e que podem alertar para o problema. Observe a pele dos seus filhos (adolescentes e jovens adultos), mesmo que lhe pareça que ainda são muito jovens para terem estes problemas!

Lembre-se que o diagnóstico precoce salva a vida de muitas pessoas com melanoma! 

 

Para saber mais sobre o melanoma, veja AQUI alguns posts do ano passado!
 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:14

"Alerta Doença Venosa"

por dicasdefarmaceutica, em 09.05.17

image_2017-05-09_09-02-43.png

Não é o que nós todos pensamos? Dói-nos as pernas e estão pesadas, "deve ser só cansaço"!  Com isto, apesar do incómodo que umas pernas pesadas e inchadas podem causar, menosprezamos muitas vezes os sintomas. Pode tratar-se de uma doença venosa crónica e deve ser tratada.

Para levar os portuguesas a “ouvir o que as suas pernas dizem”, a Sociedade Portuguesa de Angiologia e Cirurgia Vascular (SPACV) promove a campanha “Alerta Doença Venosa”. Já na sua 3.ªedição, a campanha pretende contribuir para um maior conhecimento do carácter crónico e evolutivo da doença, bem como as suas possíveis complicações quando não é tratada.

Estima-se que, em Portugal, cerca de dois milhões de mulheres portuguesas com mais de 30 anos sofram desta patologia e, uma grande parte da população desconhece até os principais sintomas e sinais da doença venosa, que é crónica e evolutiva.

 

Principais sintomas

- Sensação de pernas cansadas

- Sensação de pernas pesadas

- Dor nas pernas

- Comichão

- Pés e tornozelos inchados

- Dormência nas pernas

- Cãibras noturnas

No início da doença podem aparecer só estes sintomas esporadicamente, mas com a evolução da patologia, surgem os chamados derrames (telangiectasias) e as varizes. As varizes podem estar associadas a complicações potencialmente graves como tromboflebites, que podem, no limite, evoluir para uma embolia pulmonar ou ainda situações de hemorragia por rotura de uma variz. 

É muito frequente, "com o calor ou com o permanecer muito tempo de pé ou sentado, que apareça o edema venoso, que é um inchaço na perna e que se concentra, por regra, na região do tornozelo, podendo envolver a parte superior do pé. Agrava-se ao fim do dia e tende a diminuir com o descanso durante a noite. Com o tempo pode tornar-se crónico.
Em fases mais adiantadas, para além do edema, poderão advir alterações da coloração da pele (dermatite de estase e lipodermatosclerose – a pele vai progressivamente ficar mais escura e dura, sendo que esta situação pode favorecer o aparecimento de infecções da pele, conhecidas por erisipela) e mesmo úlcera venosa activa ou cicatrizada."

 

Tratamento

A Doença Venosa Crónica tem que ser sempre tratada pelo médico e o tratamento deve ser individualizado. Só a intervenção do médico na altura certa, pode prevenir a evolução desta doença. Existem vários tipos de tratamento:

- Medicamentos venoactivos orais, utilizados sobretudo para o alívio dos sintomas e na inflamação.

- Secagem de pequenas varizes, normalmente através da injecção de um agente químico dentro da veia (escleroterapia).

- Tratamento cirúrgico.

- Uso de meia elástica (por prescrição médica, adequada a cada doente).

- Fazer massagens com um creme (há vários à venda na sua farmácia) sempre de baixo para cima, melhorando assim a circulação do sangue para o coração.

 

E já sabem, apesar de gostar muito de medicamentos (não seja eu farmacêutica...), a medicina preventiva é cada vez mais a minha favorita e deve ser o nosso pilar. Por isso, aqui vai

Prevenção

- Praticar exercício físico (marcha, corrida lenta, bicicleta, natação)

- Evitar longos períodos de pé ou sentado

- Evitar cruzar as pernas

- Procurar locais frescos

- Evitar o uso de roupa apertada

- Evitar o uso de saltos altos ou muito rasos (a altura recomendada é de 3 a 4cm)

- Prevenir o excesso de peso

- Prevenir a prisão de ventre

- Ter uma alimentação equilibrada (rica em fibras, com pouco consumo de gorduras saturadas)

- Beber muita água (cerca de 1,5 litros por dia)

- Não fumar

 

Em resumo, Três Dicas:

1 - Se tem algum dos sintomas descritos acima, marque uma consulta com o seu médico!

2 - Independentemente do tratamento indicado pelo médico, é recomendável manter uma vigilância regular, pois a doença venosa é crónica e evolutiva, necessitando de cuidados médicos continuados.

3 - Como em tudo, prevenir é sempre o melhor remédio, por isso siga as indicações de prevenção da Doença Venosa Crónica e esteja atento ao que as suas pernas lhe dizem!

 

Veja AQUI o vídeo da campanha "Alerta Doença Venosa"!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:04

Imagens

Algumas das imagens presentes no blog são retiradas da Web. Na impossibilidade de as creditar corretamente agradeço que, caso alguns dos autores não autorize a sua publicação, entre em contato, para que as mesmas sejam retiradas de imediato.

Termo de responsabilidade

A informação contida neste blog não substitui o aconselhamento médico ou farmacêutico. O objetivo do blog, é informar sobre vários assuntos ligados à saúde em geral, e à farmácia em particular. Os vários temas são abordados de uma forma não exaustiva, acessível ao público em geral.


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Outubro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Pesquisar

  Pesquisar no Blog