Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




"Não é você. É a sua Tiroide."

por dicasdefarmaceutica, em 24.05.17

image_2017-05-24_09-36-32.jpeg

 

Decorre esta semana a Semana Internacional da Tiroide. O tema da campanha deste ano,"Não é você. É a sua tiroide"destaca as semelhanças que existem entre os sintomas dos distúrbios da Tiroide com os efeitos do estilo de vida acelerado dos nossos dias.

Esta campanha baseia-se nos resultados de um inquérito internacional, apoiado pela Merck, em colaboração com a Federação Internacional da Tiroide (TFI), que revela que muitas mulheres se culpam a si próprias, e às escolhas relativas ao seu estilo de vida, com sintomas como alterações de peso, irritabilidade, ansiedade, insónias e fadiga, não compreendendo que uma doença da tiroide pode ser a causa subjacente.

 

image_2017-05-24_09-38-38.png

 

Como podem ver, os sintomas são tão comuns, que muitas vezes são associados a escolhas relativas a estilos de vida e não a nenhuma doença em particular. Isto acontece porque as hormonas produzidas pela tiroide ajudam a regular múltiplas funções no organismo e o seu mau funcionamento pode originar sintomas muito diversos e que se confundem com outras alterações que, por uma razão ou por outra, vamos sentindo no nosso organismo.

 

Aos 60 anos de idade, 17% das mulheres e 8% dos homens sofrem de tiroide hipoativa.
Uma tiroide hiperativa é 10 vezes mais comum em mulheres do que em homens. É mais comum na faixa etária de 20-40 anos, sendo que pode ocorrer em qualquer idade.

Mais uma vez, e no que toca às hormonas, cá estamos nós, mulheres, a ser as mais vulneráveis.

 

Diagnóstico

É importante estar atento aos sintomas e procurar ajuda médica. Normalmente, além do diagnóstico clínico, o médico prescreve análises sanguíneas, através das quais se medem os níveis de hormonas tiroideias (T3, T4, TSH) na corrente sanguínea. Por vezes, são também prescritos outros exames complementares.

 

Tratamento

Quando o problema é Hipotiroidismo, o tratamento consiste, normalmente, na administração de hormonas, na forma de comprimidos.

Se se tratar de Hipertiroidismo, administram-se fármacos anti-tiroideus, iodo radioativo e recorre-se por vezes ao tratamento cirúrgico.

Seja qual for o problema, terá sempre que ser o médico a prescrever o tratamento. É muito importante manter a vigilância dos tratamentos e ajustar as doses, pelo que a visita ao médico periodicamente é fundamental. Muita gente com problemas da Tiroide descompensa porque acha que está medicado para toda a vida.

 

Prevenção

Infelizmente e quando falamos da Tiroide, a prevenção é muito relativa. Podemos evitar a exposição a radiações, ao tabaco e a algumas toxinas do meio ambiente, mas pode não ser suficiente.

Quando se fala de antecedentes familiares, só o diagnóstico precoce pode contribuir para o sucesso de um tratamento eficaz, daí a importância de estar atento e pensar sempre que pode "Não ser você. Ser a sua Tiroide".

image_2017-05-24_10-15-43.jpeg

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 11:29

Imagens

Algumas das imagens presentes no blog são retiradas da Web. Na impossibilidade de as creditar corretamente agradeço que, caso alguns dos autores não autorize a sua publicação, entre em contato, para que as mesmas sejam retiradas de imediato.

Termo de responsabilidade

A informação contida neste blog não substitui o aconselhamento médico ou farmacêutico. O objetivo do blog, é informar sobre vários assuntos ligados à saúde em geral, e à farmácia em particular. Os vários temas são abordados de uma forma não exaustiva, acessível ao público em geral.



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Maio 2017

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Pesquisar

  Pesquisar no Blog