Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




E agora, como é que vou dar de mamar ao meu bebé?

por dicasdefarmaceutica, em 23.01.17

image_2017-01-22_18-55-28.jpeg

 

Parece tarefa fácil, mas de fácil não tem nada. Quem não teve dúvidas ao ter que amamentar pela primeira vez o seu bebé? Deveria ser intuitivo, mas a mãe tem mesmo que aprender a amamentar e adaptar-se a este acto logo nos primeiros dias de vida do seu bebé.

Por não ser fácil, muitas mulheres que até tinham o sonho de amamentar os seus bebés, desistem desse "pesadelo" e recorrem logo aos chamados leites artificiais.

 

Está provado que o aleitamento materno é, sem dúvida, a melhor opção para alimentar o bebé durante os primeiros meses, porém, quando este aleitamento não é possível ou desejado, existem alternativas e a mulher nunca se deve culpabilizar por isso. É muito importante a qualidade de vida do bebé e da mãe nestes primeiros meses e o aleitamento materno não deve ser nunca uma causa de stress.

 

3 Dicas:

1 - Siga o que os profissionais de saúde a aconselham e não ligue muito aos vários comentários de todas as "sabichonas" que a rodeiam.

2 - Prepare o peito para a amamentação ainda durante a gestação e siga os cuidados aconselhados na maternidade.

3 - Procure amamentar o seu bebé num local tranquilo e numa posição confortável para ambos.

 

Para amamentar com toda a segurança, é importante saber quais as características do leite materno. Como está tudo muito bem feito, o corpo da mãe vai-se adaptando ao crescimento e às necessidades do bebé e o leite materno apresenta por isso, três fases diferentes:

- Colostro: é o primeiro leite que o peito segrega, entre o primeiro e o quinto dia após o parto. Tem um aspeto cremoso e amarelado e contém tudo o que o recém-nascido precisa nestes primeiros dias de vida (minerais, vitaminas, hidratos de carbono e muito mais proteínas do que o leite maduro). A presença de imunoglobulinas e glóbulos brancos presentes no colostro permitem proteger o bebé nestes primeiros dias até que o seu próprio sistema imunitário seja capaz de o fazer.

- Leite de Transição: por volta do quarto ou quinto dia após o parto, dá-se a chamada subida do leite. O peito enche-se antes de cada toma, e fica vazio depois desta. Ao fim de mais ou menos duas semanas, tudo se adapta e as diferenças entre peito cheio e vazio já não fazem tanta confusão à mãe, que nunca sabe bem se deve ou não tirar o leite, dar mais ou dar menos, enfim, como o nome indica, é mesmo um leite de transição e uma fase de transição para todos. Este leite já tem mais o aspeto do leite a que estamos habituados.

- Leite Maduro: está tudo adaptado e por volta da segunda ou terceira semana após o parto, vem o leite definitivo, dito maduro. Este é o alimento que o seu bebé vai necessitar para crescer com saúde durante os primeiros meses de vida. É um leite rico em gorduras (55 por cento), hidratos de carbono (37 por cento) e proteínas (8 por cento).

 

Em determinadas situações ou mesmo por opção, é mais aconselhável dar ao bebé o leite artificial. De momento, isto já não constitui um grande problema, pois as novas fórmulas destes leites possuem já um enorme equilíbrio nutricional, sendo muitas delas com uma composição muito semelhante ao leite materno.

 

Seja qual for a opção, é muito importante que o bebé tenha uma alimentação equilibrada nesta primeira etapa da sua vida, pois a ausência de algum nutriente, pode comprometer um crescimento e desenvolvimento saudável. Siga os conselhos do médico (pediatra) para escolher o leite que mais se adequa ao seu bebé!

 

Aproveite o momento a dois que tem com o seu bebé na hora do leitinho! Seja com o biberão ou com a mama, fale-lhe, sorria, transmita-lhe o seu carinho! 

 

image_2017-01-22_23-28-57.jpeg

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:07

Imagens

Algumas das imagens presentes no blog são retiradas da Web. Na impossibilidade de as creditar corretamente agradeço que, caso alguns dos autores não autorize a sua publicação, entre em contato, para que as mesmas sejam retiradas de imediato.

Termo de responsabilidade

A informação contida neste blog não substitui o aconselhamento médico ou farmacêutico. O objetivo do blog, é informar sobre vários assuntos ligados à saúde em geral, e à farmácia em particular. Os vários temas são abordados de uma forma não exaustiva, acessível ao público em geral.



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Janeiro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Pesquisar

  Pesquisar no Blog